Autor

AnaVidro

Procurando

Se você vai iniciar do zero, arregace as mangas, pois há muito trabalho pela frente.

Em primeiro lugar, nunca inicie um empreendimento sem buscar o máximo de informações sobre tudo que envolve o seu negócio, incluindo o custo médio do mercado para montar uma vidraçaria.

Ponha na ponta do lápis todos os gastos previsíveis para que seu negócio seja um sucesso e não seja apenas mais um empreendimento que fecha as portas em pouco tempo.

A estimativa do mercado é de que, para uma vidraçaria de porte médio, será necessário um investimento de R$ 40 mil reais iniciais.

Tentamos ver tudo que você precisa para avaliar o custo de tudo isto. Este custo vai ser muito variável por vários fatores que vamos explicar. Para determinar esse custo médio de mercado, vamos partir do princípio você precisa de uma estrutura básica.

Custo médio do mercado para montar uma vidraçariaLocal

Você vai precisar de um local, espaçoso, próprio para seu segmento de trabalho. Se você não tem um local próprio, vai ter que optar pelo aluguel. Este custo pode ser bem variado, de acordo com o bairro e etc. e tem grande influência sobre o custo médio do mercado para abrir seu negócio.

Contador

Deste custo você não pode escapar pois, para abrir sua empresa você vai precisar de um contador, que é a pessoa que tem conhecimento de toda a burocracia necessária para você poder iniciar seu negócio dentro da legalidade.

Todo mês é necessário gerar documentos e pagar os impostos sobre a sua atividade, por isso é bom contar com um bom profissional desta área na hora de calcular o custo médio do mercado.

Você vai precisar dar entrada para ter seu CNPJ, alvará dos bombeiros, licença da prefeitura e outros. Geralmente estes profissionais cobram baseados no porte da empresa e número de funcionários. Pesquise, este custo pode variar muito.

Funcionários

Quantidade não quer dizer qualidade, portanto, para iniciar veja sua necessidade real. Alguns aconselham 4 funcionários, mas atualmente em tempos de crise, acho que você deve começar com menor número e depois aumentar conforme preciso.

Registre seus funcionários e faça tudo dentro da lei trabalhista. Isto vai ser bom para o funcionário que vai se sentir seguro e para evitar futuras dores de cabeça para você.

O salário de um vidraceiro pode variar entre 1.397,00 a 4.238,900, devendo ser considerados no custo médio do mercado. Você precisa de bons profissionais, mas está começando seu negócio, não pode ser muito ousado, então, converse com seu candidato, explique a situação, e convide-o para crescer junto com sua empresa.

Se você não domina todo conhecimento no ramo de vidraçaria, contratar pelo menos um profissional que tenha todo (ou quase todo) conhecimento do trabalho. Este profissional pode custar um pouco mais, mas você pode contratar outro como auxiliar com um salário um pouco inferior ao dele, o que lhe dará a compensação.  

Maquinas e equipamentos

Neste item você terá investimentos fixos em máquinas e ferramentas (que você vai comprar uma vez e durarão por anos) e outros com materiais que você vai comprar mensalmente como os que você vai usar na instalação por exemplo.

O mais “pesados” no orçamento é o maquinário. Pesquise muito neste quesito pois as diferenças de preço podem ser assustadoras. Alguns itens você pode comprar em sites que oferecem usados em ótimo estado. As lojas atualmente também oferecem facilidades de parcelamento que podem facilitar muito investimento inicial.

Como você pode ver, o custo médio do mercado para montar uma vidraçaria pode variar bastante. Você tem que buscar todas as informações para se aproximar o máximo possível da realidade.

Com as informações em mãos, faça uma planilha com os custos de: aluguel (se for o seu caso), água, luz, funcionários, contador, incluindo gastos com toda papelada para abrir a empresa, maquinários, equipamentos, acessórios, matéria-prima, divulgação, carro (geralmente uma camionete para transportar o serviço para a colocação).

Se você pesquisar vai ver que uma vidraçaria de porte médio fatura em média dez mil reais mensais. É muito importante lembrar que faturamento não é lucro. Deste faturamento você vai retirar todos os gastos que descrevemos acima.

Antes de qualquer coisa, faça sua planilha do custo inicial, mas faça também uma planilha relacionando todos os gastos mensais.

Seria muito bom para você que neste custo para montar a vidraçaria você pudesse incluir alguns meses destes custos. Porque? Porque você não vai iniciar o primeiro mês faturando aqueles dez mil. Os gastos fixos vão estar lá, aluguel, conta de água, conta de luz, impostos, contador, funcionários, prestação do maquinário e outros.

Procure se abastecer de informações sobre o custo médio do mercado para montar o negócio como você necessita. Procure órgãos como o SEBRAE que podem lhe ajudar a iniciar seu negócio, crescer e se tornar um grande empreendedor.

Sem dúvidas, é de extrema importância estar bem preparado e equipado para uma instalação. Justamente por isso que é imprescindível fazer um check list antes de sair para obra, averiguando se você está com tudo o que precisa para realizar o serviço.

O fato é que para que se obtenha um bom rendimento na instalação, o profissional deve estar em posse do seu kit de ferramentas completo, estando bem equipado da obra.

Então, se você quer saber um pouco mais sobre esse assunto, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre esse assunto. Vamos lá?!

Check list antes de sair para obraCheck list antes de sair para obra

A primeira coisa antes de tudo, é que um bom vidraceiro deve ter uma mala de ferramentas com fundo emborrachado. Esse é o primeiro item da sua lista de checagem.

Depois disso, para realizar as medições necessárias, o vidraceiro irá precisar de trena a laser, trena comum, prumo de encosto, prumo de centro, mangueira de nível, nível, nível laser, esquadro, medidos de ângulo.

Além disso tudo, é necessário ter os materiais para anotar todas essas medidas. Portanto leve consigo papel, lápis, caneta e uma prancheta para auxiliar.

É muito importante contar com os itens certos para cada necessidade. Lembre-se que um profissional bem equipado terá maior facilidade no desempenho de seu trabalho e também uma maior precisão na execução do mesmo, evitando erros e melhorando ao profissionalismo e credibilidade.

Já entre as ferramentas que devem estar no check list antes de sair para obra, podemos citar algumas que são extremamente importantes, tais como:

  • Furadeira pequena, sem impacto
  • Furadeira grande de alto impacto
  • Furadeira SDS de alto impacto
  • Parafusadeira

Lembre-se que essas ferramentas devem ser preferencialmente à bateria, pois muitas vezes as obras não possuem uma instalação elétrica ativa. Caso elas sejam de tomada, lembre-se de levar também um transformador de voltagem e também uma extensão de, pelo menos, 20 metros.

Check list antes de sair para obraMais do que isso, não conte com as ferramentas ou instrumentos que o cliente possa ter no local. Um bom profissional sempre leva tudo o que vai precisar.

Outras ferramentas que são importantes para um vidraceiro em seu check list antes de sair para obra são aquelas necessárias para as instalações. Por isso, não esqueça as seguintes ferramentas:

  • Chave de fenda
  • Chave Philips
  • Jogo de chaves de boca completo
  • Alicate de pressão
  • Alicate universal
  • Alicate de pop
  • Jogo completo de chave Allen de milímetro e polegada
  • Lima fina
  • Lima grossa
  • Martelo
  • Arco serra
  • Serra meia esquadria de 10”
  • Serra mármore
  • Marreta ½ quilo
  • Chave roldana
  • Lâmina de serra 24 dentes
  • Arrebite pop 1/8 e 31/6
  • Lápis
  • Caneta
  • Piloto marcador de vidro fino e grosso
  • Estilete
  • Pistola de silicone
  • Linha de nylon
  • Par de ventosas de qualidade
  • Disco diamantado para corte de granito
  • Talhadeira 1”
  • Ponteiro
  • Fita crepe

Não esqueça também das brocas, buchas e parafusos, das mais variadas para estar preparado para qualquer tipo de instalação.

Vale ressaltar novamente para não conte com a ideia de ficar incomodando o cliente. Você deve sempre levar tudo aquilo que for precisar para a realização do se trabalho.

Justamente por isso que no check list antes de sair para obra também deve ter: escada de 5 a 7 degraus, itens de limpeza e proteção, para não danificar o local de instalação e entregar o serviço já limpo. Por isso, leve papelão para forração de piso, limpa vidro, álcool, preferencialmente o álcool isopropílico, panos limpos, saco de lixo, pazinha e vassoura.

No seu check list antes de sair para obra também não pode faltar uma boa câmera ou um celular e qualidade para fotografar o resultado final do serviço realizado. Isso é fundamental para a montagem de um bom portfólio para atrair novos clientes.

Quer atender melhor e mais rápido os seus clientes? Sabia que há formas para ajudar a você poupar tempo nos serviços oferecidos pela sua vidraçaria? Descubra aqui como montar uma agenda de instalação.

Como montar uma agenda de instalaçãoO tempo de execução e a organização são alguns dos fatores que poderão tornar a sua vidraçaria um negócio de sucesso.

Cadastro, financeiro, vendas, produção, nota fiscal, custos, compras, estoque, ferramentas, agendamento são alguns dos pontos que deverão ser observados em qualquer tipo de empresa e no segmento da vidraçaria, não é diferente.

Antigamente, a organização poderia ser feita de forma manual (em cadernos e pastas), mas hoje em dia, com os avanços tecnológicos, há sistemas no mercado que fazem, de forma eficiente e mais rápida, a organização da sua vidraçaria.  

O recurso a meios tecnológicos auxilia não só na implementação da vidraçaria, mas também na sua manutenção, para além de garantir um extenso banco de projetos para vidraçaria.

Outra das vantagens deste recurso tecnológico é montar uma agenda de instalação, ganhando agilidade na aprovação da proposta: melhorando o atendimento e acelerando as vendas e o aumentando os lucros.

Como montar uma agenda de instalação?

Umas das funcionalidades deste sistema é agendar a instalação dos serviços solicitados pelos clientes da sua vidraçaria na loja ou envio por e-mail.

Como montar uma agenda de instalaçãoNeste artigo vamos explicar passo por passo como você poderá agendar a instalação.

  1. Cadastrar toda a equipe envolvida com a produção (no campo produção);
  2. Com os instaladores cadastrados, o próximo passo é clicar na aba produção e a seguir equipe de instalação;
  3. Com o cadastro e a montagem das equipes de instalação, o próximo passo é montar os estágios de produção (campo produção). Os estágios de produção é a sequência do trabalho na sua empresa (orçamento aprovado; medição na obra; pedido a tempera; em produção; início instalação; término de instalação; entrega para o cliente);

Finalizado o cadastramento das equipes de instalação, já será possível proceder ao agendamento pelo campo orçamento.

  1. O primeiro passo é clicar na opção orçamento e selecionar o orçamento que você deseja fazer o agendamento;
  2. Você será direcionado para outra página onde deverá selecionar clicar na aba agenda de instalação;
  3. Já nesta aba, clique na opção Nova Agenda onde você poderá selecionar a data de início e término da instalação;
  4. A seguir a definição da data você deverá escolher a natureza da operação: instalação; manutenção ou produção (caso você queira adicionar um comentário na ficha de instalação há um campo para este efeito);
  5. Na aba de equipe de instalação, você escolherá qual equipe irá fazer a instalação;
  6. Antes de confirmar (botão confirmar), verifique se a data e o horário estão preenchidos corretamente;
  7. Pronto! Uma nova agenda foi criada!  (verifique no campo agendamento/produção)

No caso do serviço ser finalizado antes do término agendado no sistema, é possível reajustar o horário libertando-o para novos agendamentos.

Você também poderá consultar os seus agendamentos organizados por mês e data e os orçamentos que ainda não estão agendados (podendo-os regularizar).

O processo de instalação após o seu agendamento seguirá determinados passos sendo necessários alguns cuidados para que seja realizado com qualidade e em segurança.

Por exemplo, (no pós instalação) o cliente deverá ser informado sobre a forma adequada de manter o sistema instalado limpo.

Normalmente a opção é o uso de detergentes neutros e panos limpos e macios (para evitar os riscos desnecessários).

A qualidade do atendimento ao cliente é mais um dos pontos importantes e a vidraçaria exige profissionais com conhecimento técnico e expertise no manuseamento do produto garantindo uma instalação de qualidade (vedações bem feitas; encaixe correto que impedem o vazamento do barulho; prevenção de espaços de folga, entre outros).

Gostou das informações? Não deixe de acessar o técnico vidraceiro para saber mais informações sobre esse sistema de agendamento. Clique aqui e descubra!

A economia do nosso país não vive a sua melhor fase e a concorrência no mercado não para de crescer, graças às maiores possibilidades disponíveis no nosso mundo globalizado.

Justamente por isso que é fundamental saber como encontrar clientes para sua vidraçaria.

Nesse cenário, mostrar que seu negócio possui um diferencial é alfo de extrema importância para que se tenha sucesso comercial. É para isso que existe uma série de ações que podem ser tomadas para contribuir na valorização da sua imagem, facilitando encontrar clientes para sua vidraçaria.

Como encontrar clientes para sua vidraçariaEntão, vamos ver umas dicas logo a seguir:

Uso das redes ao seu favor

As redes Sociais são excelentes ferramentas de divulgação para uma empresa, por isso, são ótimas para você encontrar clientes para sua vidraçaria.

Então, coloque as fotos da sua vidraçaria no Instagram e Facebook, por exemplo, divulgue seus trabalhos realizados e aproveite para se promover.

É sempre uma boa alternativa pedir aos clientes que façam recomendações da sua empresa através dessas publicações.

Lembre-se que além das mídias online, você também pode optar pela mídia física, fazendo panfletos, por exemplo, para distribuir na sua vizinhança.

Se equipe

Mesmo que você não tenha como obter muitos novos equipamentos logo de início, é importante investir neles o quanto antes. Caso você não saiba, existem linhas de créditos que são ofertadas especialmente para pequenos negócios. Essa pode ser uma excelente alternativa para você.

Se atualize no setor

Para que seja possível encontrar clientes para sua vidraçaria, é importante ter algo capaz de atraí-los. Para isso, nada melhor do que uma boa qualificação naquilo que você faz.

Então, participe de feiras do setor, seja como expositor ou como visitante. Essa e sempre uma excelente maneira de conhecer pessoas, divulgar o seu trabalho e fazer novos contatos.

Você pode clicar aqui para conferir a agenda do site Abravidro, que frequentemente divulga atividades que acontecem em todo o país.

Estabeleça parcerias com os clientes

Ter um bom relacionamento é algo de extrema importância depois de encontrar clientes para sua vidraçaria. Isso porque depois de atrais é preciso fidelizar eles, para que sempre procurem você para a solução dos seus problemas.

Então, ofereça garantia para os serviços que oferece, estando sempre pronto para atender emergências e problemas. Isso pode parecer difícil, mas tenha certeza de que o cliente é essencial perceber que pode depositar a sua confiança em você e no seu negócio, sabendo que pode contar com os seus serviços. Isso é um grande diferencial.

Comunicação

Ao realizar um serviço, um bom profissional sempre irá verificar se o cliente precisa de algum outro tipo de trabalho e então, recomendará isso a ele.

O pós-vendas também é importante, por isso, não esqueça de contatar o seu cliente após a realização do serviço. Nesse contato, você pode perguntar tanto verificar se ele conhece pessoas que possam necessitar dos seus serviços, quanto se informar a respeito da satisfação do cliente com o produto oferecido e serviço prestado.

Isso irá mostrar muita confiabilidade e também poderá ajudar você a enxergar em que pontos a sua empresa ainda pode melhorar.

Por fim, para conseguir encontrar clientes para sua vidraçaria, saiba que não adianta divulgar seu negócio, conseguir atrair o cliente e depois não prestar um atendimento de qualidade. É esforço jogado fora!

Por isso, aposte sempre em um atendimento cordial, procure entender o que o cliente necessita e quais são seus problemas, para que seja possível entender como você pode ajudar. Um bom atendimento pode ser decisivo na decisão de um comprador.

Pronto, agora você já sabe como encontrar clientes para sua vidraçaria. Aproveite essas dicas e boa sorte!

Existem diversas Normas técnicas relacionadas ao setor vidreiro e é importante conhece-las bem.

Existe uma instituição privada regulamentadora que atua aplicando normas técnicas e ela se chama ABNT, que é a sigla para Associação Brasileira de Normas técnicas.

Esse e um órgão sem fins lucrativos que tem como função a padronização das técnicas de produção do nosso país. Essa normatização é algo muito importante para que possa haver uma identificação e compreensão de produtos científicos e tecnológicos documentais.

O fato é que uma empresa que se dedica a aplicar as normas técnicas da ABNT, certamente só terá a ganhar. Conhecer metodologias que já foram criadas e previamente testadas, sempre ajuda uma empresa trazendo uma série de benefícios.

Normas técnicas relacionadas ao setor vidreiroConseguindo aplicar essas normas, as empresas tornam possível a implementação de melhorias e também inovações nos seus processos internos. Sem dúvidas, isso se torna um grande diferencial para que seja possível atrair novos clientes e, consequentemente aumentar a vantagem competitiva da sua vidraçaria. Com certeza isso irá gerar um valor muito maior para o seu empreendimento.

O fato é que está muito enganado quem acredita que as normas técnicas servem somente para grandes empresas. Tanto uma micro, como uma pequena empresa, como normalmente é o caso de vidraçarias, também devem se preocupar com a qualidade do que entregam ao cliente, bem com o investimento em conhecimento e implementação de melhorias que minimizem erros, melhore processos e tragam muitos outros benefícios.

Tudo isso para aumentar o seu sucesso do seu empreendimento vidreiro.

Então, veja a seguir quais são as normas técnicas relacionadas ao setor vidreiro que foram estabelecidas pela ABNT:

  • ABNT NBR NM 293- Termologia de vidro plano e dos componentes acessórios e suas aplicações
  • ABNT NBR 6120-Cálculo de estrutura em edificações
  • ABNT NBR 7199- Projeto, execução e aplicação do vidro na construção civil
  • ABNT NBR 9607- Prova de carga em estrutura de concreto armado e protegido
  • ABNT NBR10821- Esquadrias externas para edificações
  • ABNT NBR 11706 – Vidros na construção civil
  • ABNT NBR 12609 – Alumínio e suas ligas, tratamento de superfície – anodização para fins arquitetônicos
  • ABNT NBR 12613 – Alumínio e suas ligas, tratamento de superfície – determinação de selagem da camada anódica
  • ABNT NBR 14125- Alumínio e suas ligas, tratamento de superfície – revestimentos orgânicos para fins arquitetônicos
  • ABNT NBR 14697-Vidro Laminado
  • ABNT NBR 14698 – Vidro Temperado
  • ABNT NBR 14718 – Guarda-corpos para edificação
  • ABNT NBR 15737 – Perfis de alumínio para acabamento superficial –  colagem de vidro com selante estrutural
  • ABNT NBR 16259-Envidraçamento de sacadas

Caso você tenha interesse, pode obter mais informações sobre cada uma dessas normas acessando o site oficial da ABNT, clicando aqui. A pesquisa deve ser feita pela digitação do número da NBR sobre a qual você quer saber mais.

Para quem não sabe, NBR significa Norma Brasileira que dado juntamente com um número para as normas aprovadas pela Associação Brasileira de Normas técnicas.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre as Normas técnicas relacionadas ao setor vidreiro. Se informe um pouco mais sobre elas e faça a implementação das mesmas no seu negócio. Certamente terá muitos benefícios!


Porque as vidraçarias perdem venda?Você pode aumentar as chances de fechar um orçamento com estratégias básicas de atendimento, acompanhe a matéria e descubra como.

Hoje em dia, com a comodidade do uso da internet, criou-se um percalço no âmbito do atendimento interpessoal. Os vidraceiros, pelo menos a maioria, se acostumaram a enviar orçamentos por e-mails, a pedido de interessados que solicitam valores também por e-mail ou por telefone.

Na prática, a pessoa solicita o orçamento pelo telefone ou pede que o vidraceiro vá à casa dele para fazer a medição. E a partir daí é que pode morar o perigo! O vidraceiro envia a proposta posteriormente por e-mail, muitas vezes, sem ligar para o cliente, sem saber se ele recebeu e se tem alguma dúvida.

O cliente, com várias dúvidas sobre a proposta recebida, poderá apenas comparar os números com os de outras vidraçarias, ou seja, não conseguirá mensurar o real valor daquele serviço, passando a enxergar somente o preço.

O feedback e o atendimento presencial é tudo!

E nesse círculo vicioso, o vidraceiro fica frustrado porque a conversão dos orçamentos em vendas é baixa. Sabe o que pode estar acontecendo? O cliente só está vendo o preço porque não entende a proposta, não entende o que será colocado na casa dele porque, na verdade, ele não está conseguindo visualizar o serviço.

O correto é agendar um novo dia e levar o orçamento (que foi enviado por e-mail) para a casa do cliente e expor os detalhes do documento. O orçamento tem que ser objetivo e ao mesmo tempo completo, ou melhor, bem explicativo. Deve mostrar, por exemplo, a ferragem que será usada, as opções de vidros que podem ser utilizados e todos os demais acessórios que serão instalados. Deixar seu cliente seguro, sobre eventuais problemas que possam ocorrer, e que você terá um pós venda capaz de solucionar.

Táticas para fidelizar o cliente

Uma ideia seria levar o modelo das peças que são instaladas para que o cliente entenda o porquê do uso de certos materiais e a qualidade do serviço final. Leve as amostras dos produtos, pois dessa forma o cliente enxergará o verdadeiro valor do serviço e não ficará preso apenas ao preço. Tenha certeza que voltar à casa do cliente não é perda de tempo, mas poderá ser o fechamento de um novo pedido! 

Mesmo se o cliente se mostrar ocupado e quiser o orçamento apenas por e-mail, tente reverter a situação com argumentos convincentes. Fale sobre a importância de mostrar o material que será colocado na casa dele, crie explicações que gerem a curiosidade dele. Por fim, se não conseguir convencê-lo, diga que abrirá uma exceção e enviará por e-mail.

Você sabia que a maioria dos orçamentos são fechados quando apresentados pessoalmente, com explicações e amostras dos produtos que serão instalados?  Por isso, valorize o seu trabalho de prospecção, apresente sua proposta e use uma boa negociação. Sempre objetive como foco a qualidade do produto e serviço e, por fim, o preço.

Valorize o seu serviço

Muitos podem pensar que o primeiro item que o consumidor valoriza é o preço. Lei do engano, o que ele mais preza é o sentimento de confiança. Ou seja, se o cliente optou pelo preço e não o produto, certamente é porque ele não conhece o produto e cabe apenas a você explicar esses detalhes.   

Saiba valorizar o seu trabalho e mostre os diferenciais do seu serviço. Mostre na proposta tudo que for gasto em vidros e ferragens e considere 50% a 80% a mais para gastos com transporte, ferragens e estrutura.

Seja perspicaz no trato com o cliente!

Ao visitar a casa do cliente, tente não se limitar apenas ao serviço que foi solicitado. Se você, experiente no ramo, notar que pode oferecer outros serviços diferenciados, mostre essas opções ao cliente. Lembre-se, o cliente não pode solicitar por algo que desconhece, e só você poderá mostrar todos os diferenciais que podem ser oferecidos!     

O cliente não é especialista no ramo, por isso, fale sobre os vidros indicados para os tipos de instalação e faça com que ele compreenda a necessidade do uso de determinados produtos.  Na parte de ferragens e acessórios é a mesma coisa, devem ser adequados para suportar a estrutura, por exemplo.  

Retorne ao cliente sempre que for solicitado

Todos os canais de comunicação da empresa devem estar atentos às solicitações que chegam. Você pode contratar uma agência para colocar sua empresa nos principais veículos de comunicação, mas nada adianta se não conseguir atender seus clientes prontamente.  O atendimento rápido e eficiente pode ser crucial na relação entre o cliente e empresa.

 A importância da pós-venda

Após a venda do produto/serviço ao cliente, é preciso dar continuidade a esse relacionamento para que se reflita em negócios futuros. Depois do fechamento da venda, é preciso acompanhar o cliente, entrar em contato, saber se ele está satisfeito e se tem algum problema que precisa ser exposto para futuro reparo.

No pós-venda, além de prestar as informações básicas e instruções, pode-se abordar a necessidade de manutenção, como no caso das ferragens para vidros. Oriente o seu cliente a se atentar aos impactos que o vidro poderá causar, como por exemplo, ao abrir e fechar portas com força.

O vidro deve receber alguns cuidados para a sua boa manutenção, como evitar o uso de certos produtos que possam danifica-lo. É importante ressaltar sobre o uso das dobradiças, fechaduras e roldanas que podem se desgastar. É possível que aconteça uma sobrecarga nos vidros, podendo ocasionar a quebra. O ideal é aconselhar a realizar a manutenção preventiva anual e reparo sempre que necessário. Alerte seu cliente sobre as temperaturas, que devem seguir normas e parâmetros rigorosos para garantir a qualidade dos produtos fabricados.

Esteja por dentro das novidades do segmento

Milhares de empresas do ramo lançam novidades em relação à acessórios, kits, tecnologias e aplicabilidade de produtos. Vá atrás de novidades na área e aumente o leque de opções para ofertar ao cliente.

Fontes:
http://www.cursoparavidraceiro.com.br/noticia/como-aumentar-suas-chances-de-fechar-um-orcamento
https://metalumferragens.com.br/vidracaria-pratica-pos-venda/
http://www.wrglass.com.br/noticia/6-dicas-para-sua-vidracaria-vender-mais

Ter qualidade é um fator imprescindível para o sucesso do seu empreendimento e esse é um fator que não é percebido somente na interação com o cliente, mas que vem desde os processos administrativos.

Os principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa

O fato é que, justamente por isso que e importantíssimo conhecer os principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa.

Com isso, é possível oferecer qualidade ao cliente, desde o processo de pré-venda, até o momento do pós-vendas, bem como nos produtos que são vendidos.

Então, sabendo disso, vamos conhecer quais são os principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa para que você possa evitar e ter um empreendimento de muito sucesso. Vamos lá?!

Dos principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa: não entender o negócio para corrigir erros

É essencial entender bem os processos de produção para que seja possível fazer a gestão de uma empresa, bem como conhecer também os processos relativos ao atendimento do cliente. Isso é imprescindível que seja possível reparar erros e melhorar seus processos.

Aprender com os erros é sempre a melhor alternativa!

Um outro problema comum em vidraçarias são os erros que acontecem nos projetos. A consequência disso é muito retrabalho, desperdício de material e uma grande elevação nos custos.

Principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa: sem certificação de qualidade

Os principais erros dos vidraceiros na gestão da empresaComo você deve imaginar, as certificações servem como uma garantia de maior qualidade e credibilidade para a sua empresa. Isso vale tanto para os processos empregados quanto para o beneficiamento de seus produtos.

Na área de vidraçarias, por exemplo, é possível encontrar a certificação mais tradicional, que é o ISO 9001 e ISO 14001 ou outros como a homologação dos fabricantes das matérias primas.

Principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa: Não usar Normas Técnicas

Sem dúvidas, as normas técnicas servem também para ajudar a melhorar a eficiência e a competitividade de uma empresa no mercado. A NBR 1582, por exemplo, ajuda os vidraceiros tanto no atendimento aos clientes quanto também na gestão da empresa.

Mais do que isso, traz ainda os requisitos que são necessários para que se tenha uma melhoria na infraestrutura do empreendimento. Outra vantagem importante dessa NBR é que com ela a empresa consegue um maior respaldo nas especificações de diferentes tipos de vidros.

Principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa: Não contar com um bom atendimento

Nesse mercado, um bom atendimento é algo imprescindível. O mesmo deve ser personalizado para cada cliente, dando uma atenção exclusiva no momento de oferecer as melhores soluções para casa um.

Por isso, é sempre importante contar com uma boa equipe de atendimento, se possível. Tenha também um banco de dados com informações importantes sobre seus consumidores, seus hábitos de compra e comportamento.

Principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa: não qualificar os colaboradores

Qualquer empresa, seja ela do ramo que for, necessita ter processos bem definidos e eficientes. No entanto, quando não se tem uma equipe bem qualificada isso é quase impossível.

Justamente por isso que é imprescindível investir em capacitar quem trabalha com você em cursos voltados para a sua área. Essa é a principal maneira de ter um processo mais efetivo dentro de uma empresa.

Principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa: não valorizar as pessoas

Um bom empreendedor valoriza desde seus clientes até seus funcionários, afinal, todos são importantes e podem ter algo a acrescentar. Com isso, sua visão de negócio certamente irá se tornar mais ampla, permitindo uma melhor gestão para se destacar no mercado.

Pronto, agora você já conhece os principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa.


Escolher um bom fornecedor não é uma das tarefas mais simples pois é disso que vai depender também o sucesso do seu empreendimento, afinal, a qualidade da matéria-prima é fundamental para o bom desempenho de um serviço.

Justamente por isso que é importante saber como escolher seus fornecedores, avaliando o que o mercado oferece e entendendo quais se adaptam melhor às suas necessidades.

Então, se você quer saber um pouco mais sobre esse assunto, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre como escolher seus fornecedores. Vamos lá?!

Como escolher seus fornecedores?Mas afinal, como escolher seus fornecedores?

Fornecedores nada mais são do que outras empresas e também pessoas físicas, que atuam fornecendo matéria-prima, produtos, equipamentos e também serviços para a sua empresa. Isso quer dizer que eles fornecem os insumos necessários para que você possa fazer o seu trabalho ou prestar seu serviço.

Justamente por isso é que podemos dizer que o sucesso do seu empreendimento está diretamente ligado à relação com um bom fornecedor, afinal, como você vai oferecer um bom serviço na sua vidraçaria se não tem um bom fornecedor de vidros, por exemplo? Veja também outro material de apoio que descreve exatamente a relação entre fornecedores como parcerias.

Então, vamos ver como escolher seus fornecedores para ter um empreendimento de sucesso. Vamos lá?!

Como escolher seus fornecedores?Pesquise a respeito das empresas

A primeira coisa que deve ser feita pelas vidraçarias e empresas de esquadrias na ora de escolher seus fornecedores é se informar sobre as possibilidades. Você deve saber o seguinte:

  • Identifique quais são as empresas fornecedoras que estão disponíveis no mercado.
  • Faça uma análise de quanto tempo já estão atuando no mercado
  • Informe-se sobre seus pontos positivos e negativos
  • Informe-se também sobre os prazos de entrega e os preços praticados nos materiais.

Com isso, certamente uma empresa irá chamar mais a atenção do que outra dentre as que foram pesquisadas, tornando mais fácil a missão de escolher seus fornecedores.

Informe-se sobre garantias

Você precisa oferecer produtos de qualidade e seus fornecedores devem oferecer essa garantia para você. Portanto se informa a esse respeito e fique atento com o seguinte:

  • Conheça as responsabilidades técnicas da empresa fornecedora
  • Averigue a procedência da matéria-prima e dos materiais que são usados
  • Se informe sobre como são feitos os processos de beneficiamento dos vidros e outros materiais necessários

As empresas possuem diferentes métodos e cada uma delas pode ser mais ou menos viável para a sua necessidade. Por isso, conhecimento é sempre a melhor alternativa.

Recorra sempre a indicações

Não existe nada mais importante no mercado do que a opinião das pessoas que compraram de uma empresa. Justamente por isso é importante conhecer os diferenciais de cada uma delas.

O melhor nesse caso, e procurar por outros clientes dos fornecedores entender os motivos pelos quais estão satisfeitos, ou não, com a empresa. Você deve analisar o seguinte:

  • A empresa fornecedora cumpriu aquilo que prometeu?
  • Os produtos oferecidos realmente possuem a qualidade prometida?
  • O suporte técnico funciona?
  • Em caso de problemas, a empresa fornecedora oferece garantia?

Obviamente a própria empresa fornece todas essas informações. No entanto, é sempre melhor saber como o serviço é na pratica, para evitar ser enganado, não é mesmo?! Por isso é que indicações valem ouro!

Estabeleça uma relação entre suas dificuldades e os pontos positivos oferecidos pelos fornecedores

Para escolher seus fornecedores, é importante entender quais são os pontos que você mais valoriza em relação a um fornecedor. Assim é possível identificar dentre as opções qual é a melhor para ajudar você nessas questões.

Pronto, agora você já tem algumas dicas valiosas de como escolher seus fornecedores, para que seja possível oferecer então um bom serviço na sua vidraçaria. Aproveite essas dicas e boa sorte!

PKO do Brasil expõe novo vidro tecnológico na Fesqua 2018Blind Glass permite controle entre a opacidade e a transparência do vidro, de forma gradual

A PKO do Brasil tem novidades para o mercado. Incrementou o seu portfólio de vidros tecnológicos com o lançamento do Blind Glass – produto que permite a alternância entre transparência e opacidade do vidro, de forma parcial ou total. O novo vidro tecnológico da PKO, que é especializada no beneficiamento, estará exposto no estande da empresa durante a 12ª edição da Feira Internacional de Esquadrias, Ferragens e Componentes (Fesqua), que acontece em setembro na Capital paulista.

Além desse lançamento, profissionais ligados à área de construção e consumidor final poderão ver na prática a aplicabilidade de produtos como o PKO Privacy Glass, o Temperado-Laminado com SentryGlas®, o Antivandalismo e os Vidros Coloridos.

Os visitantes poderão também participar da Experiência 360°, um tour pelo mundo, feito com um óculos de realidade virtual, para conhecer as mais incríveis estruturas com vidros, entre elas o Museu do Louvre, em Paris, e a roda gigante London Eye, em Londres.

O estande da PKO do Brasil na FESQUA está localizado entre as ruas 400 e 500, número 413/514.

Blind Glass

O Blind é um produto que lamina dois vidros extraclear com uma película especial de LCD que, por meio de acionamento do produto ligado na energia, permite o controle da opacidade e transparência do vidro, podendo ser parcial ou total.

A tecnologia é semelhante à utilizada no Privacy Glass, mas com variações que permitem que o vidro se torne opaco de forma gradual, além de ser possível criar qualquer tipo de desenho na peça e alternar entre as formas desenhadas.

O produto é indicado para salas de reunião, Data Centers, hospitais, clínicas, restaurantes, residências e qualquer ambiente que requer privacidade ou limitação da visão.

PKO do Brasil

A PKO do Brasil é uma empresa de beneficiamento de vidros localizada em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo. Iniciou suas atividades com a distribuição de vidros importados em 1998. Em 20 anos, a empresa passou de uma pequena distribuidora de vidros importados para uma referência no País no beneficiamento de vidros especiais e tecnológicos.

Atua com produtos indicados para o setor hospitalar como Plumbífero e o Privacy Glass, vidros de segurança e conforto, como o Temperado-Laminado e o de Controle Solar. Além de espelhos, vidro plano, pedras artificiais, entre outros beneficiamentos.

Tem um portfólio de clientes em diversos segmentos: atende desde indústrias de esquadrias, de aquecimento solar, de elevador e vidraçarias, todas no ramo da construção civil.

Vidraçarias e fornecedores em geral são concorrentes ou parceiros?A competitividade de mercado e a situação do país instiga o empreendedor a fazer bom uso da criatividade para alavancar seu negócio

O mercado está muito competitivo, sempre são lançadas novas técnicas, produtos melhores e as estratégias de venda são aperfeiçoadas visando estreitar a relação com os clientes. Seguindo as tendências de mercado, estudando as alternativas e, em meio a toda essa situação do país, os empreendedores precisam ser bem criativos e buscar maneiras para se destacar e superar a concorrência.

Abrir uma empresa, em um país burocrático e pouco eficiente como o Brasil, não é a tarefa fácil, mas acredite, mantê-la em operação e resultando aquilo que foi planejado tende a ser ainda mais desafiador.

Conheça a fundo seus concorrentes  

Com o dinamismo dos mercados e a forte concorrência, é fundamental que os empreendedores estejam antenados às mais distintas variáveis do mercado. Lembre-se, conhecer seus concorrentes é imprescindível, mas ter fornecedores como aliados é essencial.

Eis que, seguindo essa linha de pensamento, ao invés de se estabelecer estratégias de competição com seus concorrentes, uma das alternativas é mapeá-los a fim de identificar suas principais habilidades e fraquezas. Pense que esse conhecimento permite o cruzamento dos dados levantados com os dados da própria empresa a fim de se traçar uma estratégia alternativa de diálogo e de busca de parcerias.

Portanto, conheça corretamente seus concorrentes e analise a possibilidade de transformá-los em parceiros, pois antes de ser seu adversário ele pode ser uma peça importante para o atingimento do objetivo da sua empresa.

Monitorar a concorrência é algo que todo empreendedor deve realizar com frequência. Você não quer simplesmente acompanhar o que eles estão fazendo, mas, sim, saber como o mercado está reagindo, quais as últimas tendências e se planejar para estar sempre um passo à frente de todos.

Conhecer os preços e os serviços oferecidos pela concorrência é fundamental. Para isso, é interessante fazer uma pesquisa sobre o perfil dos concorrentes no mercado e analisar friamente seus maiores erros e acertos. Além disso, uma consultoria em pesquisa de mercado pode te ajudar.

Você já ouviu falar da matriz SWOT?

A matriz SWOT é uma ferramenta de gestão amplamente utilizada nas empresas para a definição da estratégia.  O que se pretende é definir as relações existentes entre as forças e fraquezas da empresa com as tendências que se verificam no ambiente externo à empresa (as ameaças e oportunidades) como, por exemplo, o mercado global, a conjuntura econômica e as imposições legais.

A concorrência, naturalmente, entra como ameaça. Entretanto, uma das características da análise da matriz SWOT é não apenas diagnosticar os fatores, mas também se atentar as ameaças para tentar transformá-las em oportunidades. Esse é só o início da definição de sua estratégia empresarial.

Um planejamento em marketing digital é sempre bem-vindo

Sua vidraçaria precisa ser encontrada pelo seu potencial cliente! Seu estabelecimento pode perder espaço no mercado para a concorrência se não conseguir atingir o público alvo.

O empreendedor precisa saber vender, ser persuasivo o suficiente para convencer o cliente desse valor e saber se diferenciar e vencer a concorrência. O objetivo crucial do marketing é divulgar a sua empresa, a sua marca, seus produtos e serviços, ou seja, é fazer com que seu negócio seja reconhecido pelo seu público e pelo mercado.

As estratégias de marketing digital devem ser, sobretudo, apoiadas no tríplice: conteúdo estratégico, produto e relacionamento com o cliente. Enquanto as ações de conteúdo engajam, as estratégias de relacionamento constroem laços com os consumidores e as iniciativas de produto buscam alcançar objetivos específicos relacionados à venda. 

Porém, mesmo que estruturadas de maneira independente, todas essas frentes devem estar integradas e abastecidas pelo trabalho de monitoramento com métricas e sistemas de otimização. Desta forma, é possível verificar se suas estratégias estão surtindo resultados eficazes.

Já pensou em usar o Facebook, Instagram, ter um site com blog e fazer campanhas de mídia para sua empresa ser encontrado pelos sites de busca por milhares de pessoas que estão procurando por seus produtos/serviços? Essas plataformas são perfeitas para atrair leads qualificados que realmente buscam por produtos e serviços do seu nicho.

O seu negócio deve mostrar real valor

Quando falamos que a concorrência está acirrada, não queremos apenas dizer que existem inúmeras empresas oferecendo determinado produto. A verdade é que atualmente existem várias organizações se especializando cada vez mais no atendimento ao cliente ou na produção de matéria prima diferenciada e com baixo custo.

Para contornar essa situação, a dica é sempre buscar agregar valor ao produto, seja na diferenciação ou personalização do atendimento, na pós-venda ou, até mesmo, realizando a entrega do produto em tempo mais ágil. Lembre-se que hoje não se vende preço, mas sim valor.  E para competir e vencer a concorrência, abaixar o preço nem sempre é a melhor solução. Você pode até obter vantagens caso tenha uma oferta mais atraente. Porém, tal atitude pode comprometer o fluxo de caixa ou até mesmo desvalorizar o seu produto.

Valor é algo pessoal

Como afirma o artigo do Portal do Marketing, “o que é caro para você pode não ser tão caro assim para o outro”. O que importa é o benefício que o produto gera. O importante é ter preço compatível com o mercado e perceba que as melhores empresas não têm necessariamente os menores preços. Evite falar em preço, procure usar o termo valor, assim você convencerá o cliente que muitas vezes vale a pena pagar um pouco mais para ter um benefício melhor.

É o vendedor quem cria a percepção de valor. A estratégia de convencimento é sempre mostrar o valor agregado do produto, além da qualidade, assistência técnica e outros fatores. A imagem que você faz e vende para o seu cliente é decisiva na escolha final. Mostre sempre o quanto seu produto pode reduzir custos ou aumentar a qualidade.

Qualidade custa. Na maioria das vezes o cliente quer preço, desconto e prazo. É um pedido legítimo. Por isso sempre demonstre e valorize a qualidade do seu produto e seja sincero em dizer no que ele é melhor do que o do concorrente. Não dá para ter uma excelente qualidade e ao mesmo tempo ser o mais barato, mas ele pode ser o mais barato em relação a questões como durabilidade, resistência, design ou prestação de serviço. Cabe ao vendedor mostrar ao cliente que na verdade seu preço é justo.

Transforme seus fornecedores em verdadeiros aliados

O seu modelo de negócio certamente depende de fornecedores específicos para existir, assim como acontece em uma indústria que precisa de algumas matérias-primas para produzir, então essas dicas foram escritas para você!

Saiba que seus fornecedores também buscam se manter firmes e que muitos dos desafios deles são, em parte, semelhantes ao seus. A parceria de negócio precisa ser tratada como um jogo no qual ambos ganham e se ajudam. 

Ser próximo a um ou três parceiros de negócio não significa ser dependente deles. Se por um lado é de extrema valia ter uma forte conexão com um deles, sempre é preciso ter em mente que seus objetivos são prioritários. Então, a próxima dica é não ser dependente de apenas um fornecedor, pois pode colocar a sua empresa numa posição delicada e fica difícil de ter negociações saudáveis.

Tenha um relacionamento saudável com seus parceiros

Seja um cliente fiel dos seus principais fornecedores, tenha bons relacionamentos com esses profissionais, convide-os a participarem de eventos corporativos em sua empresa, como festas de final de ano, lançamento de novos produtos ou apresentações institucionais. É importante que os envolvidos nessa interface se sintam parte do seu negócio.

A escolha dos principais fornecedores deve ser uma decisão estratégica. Escolher trabalhar com uma empresa “X” ou “Y”, precisa passar por uma análise criteriosa. É preciso conhecê-los de perto, identificar suas maiores qualidades e reconhecer suas falhas.

Você tem informações suficientes sobre a saúde financeira dos seus principais fornecedores? Se o andamento do seu negócio depende dos serviços ou produtos fornecidos por ele, é preciso saber se está saudável financeiramente. Caso ele esteja passando por uma crise durante a qual deverá deixar de produzir ou entregar algum material, é preciso saber com uma certa antecedência. Lembre-se, esta crise deixará de ser apenas dele e passará a ser sua também.

FONTES:
https://destinonegocio.com/br/gestao/como-destacar-concorrencia-transformando-seus-fornecedores-aliados/
http://www.anavidro.com.br/transforme-seu-concorrente-em-seu-parceiro-aprenda-negociar-parcerias/
http://fluxoconsultoria.poli.ufrj.br/blog/gestao-empresarial/6-estrategias-para-vencer-a-concorrencia/
http://www.portaldomarketing.com.br/Artigos1/Venda_valor_nao_preco.htm


TOPO