Tag

Vidraçarias

Procurando

A ANAVIDRO em nota, vem a público, deixar a par, e expressar seu parecer sobre o GRAVE problema enfrentado pelas vidraçarias e vidraceiros em relação aos inúmeros aumentos de preços do vidro plano, anunciados desde o final do ano de 2017.

Nos últimos dias recebemos mais um comunicado em nosso segmento sobre o aumento de PREÇOS.

Quem vai pagar essa conta?

Entendemos que as fábricas não fazem isso para prejudicar o setor, porém todos temos conhecimento das condições que nosso país se encontra.
Temos acompanhado diversos depoimentos de vidraceiros, serralheiros e distribuidores, desabafando com perplexidade o assunto em suas redes sociais e grupos de WhatsApp, porém acreditamos que  apenas reclamar não vai resolver.
Se continuar assim, Não tem vidro e nem  vidraçaria que aguente!
Corremos o risco eminente em substituírem vidros por outros materiais, forçar o mercado a utilizar vidros fora das especificações, por conta dos preços e nos distanciarmos da almejada melhoria da qualidade em nosso setor!!!
Infelizmente, os vidraceiros não podem e não conseguem pagar o preços do setor. Não temos  tido justificativas plausíveis e o  incentivo necessário para informar aos clientes o repasse  constante de custos que vem ocorrendo nos últimos meses. Nos mostramos preocupados, pois o assunto é de extrema importância, uma vez que o vidro é a matéria-prima de nossos setor (vidraçarias, vidraceiros, fabricantes de esquadrias…)
Por este motivo, estaremos novamente estabelecendo contato direto com cada fabricante/usina de vidro e solicitando uma justificativa plausível para estes aumentos em tão pouco tempo. Com Imediatismo que compromete vendas já realizadas, inclusive perdas irreparáveis.
Marcaremos uma data para nos reunirmos e juntos discutir sobre esse assunto que vem afligindo o  dia a dia dos negócios do vidro.

Vamos organizar Comitês de Estudos para “apresentação” de indicadores de formação de valores regionais para juntos elaborarmos uma Tabela de Valores do Mercado, pois cada região tem sua particularidade. A Forma ideal de passar um preço para o seu cliente.

A ANAVIDRO está promovendo  uma  união geral do setor em busca de 3 principais pontos:

  • Queremos preços justos e coerentes.
    (Vidros, acessórios, perfis e componentes)
  • Queremos um mercado mais profissional
    (Educação, conhecimento, normas claras e produtos testados)
  • Queremos Atrair mais clientes para o segmento

(Ações de Mkt de fábricas, transformadores, distribuidores e associações para promover mais vendas no setor e estimular o cliente final a comprar mais vidro com valor agregado)

Você está cansado de aumentos e quer ajudar a mudar o Setor Vidreiro?

Se junte a nossa causa!
Nos envie sua opinião e comentários, juntamente com seus dados de contato,para o e-mail: atendimento@anavidro.com.br,  a  fim de unirmos todos os envolvidos, para juntos lutarmos por um segmento melhor.

ESTAMOS INCLUSIVE, NOS DISPONDO À AGREGAR OUTRAS ENTIDADES AFINS, PARA JUNTOS BUSCARMOS SOLUÇÕES PARA O SETOR COMO UM TODO.

Em breve  estaremos divulgando maiores informações e detalhes deste encontro

Esta é mais uma iniciativa da ANAVIDRO  Associação Nacional de Vidraçarias

Juntos Somos Mais Fortes!!!
ANAVIDRO Sempre Transparente
#VidraçariasEmAçao


Nosso mercado tem passado por varias transformações. Todos estão tendo que se adaptar a esse novo cenário. Porém existem problemas que estão prejudicando muito os vidraceiros. Veja se você também sofre com isso.

Associar-se a uma entidade de representação de classe é fundamental para as empresas que querem se manter atualizadas sobre o mercado. Mais do que descontos pontuais, que também fazem parte das ações de uma entidade, o principal benefício de uma empresa ao se associar é fazer parte de um grupo que está disposto a compartilhar conhecimento e a representá-la. Essa representatividade é muito importante para que as conquistas no campo político e social aconteçam dentro de um segmento. Quanto maior o universo de empresas unidas, maior a chances de crescimento de uma categoria.
Quer saber mais?
Acesse: http://www.anavidro.com.br/associe/


Pensando em trazer oportunidade de atualização, relacionamento e conhecimento ao mercado , a ANAVIDRO está organizando caravanas a fim de proporcionar a visita à 13ª edição, da Glass South America que é considerada uma das principais feiras internacionais.
Esta é uma grande oportunidade ao mercado para a troca de experiência, e também para estreitar o relacionamento entre as vidraçarias, vidraceiros, fornecedores de produtos, serviços e soluções para o setor vidreiro.
Saiba como se inscrever e levar a caravana para sua região:
Tel:(11) 3266-7753 / (11) 2373-2385
e-mail: atendimento@anavidro.com.br

Pagamento Associado


Não Associado


O que fazer com pedaços de vidro que não podem ser utilizados? A pergunta que muitos profissionais vidreiros se fazem tem uma resposta mais simples do que parece. Saiba quais as melhores soluções disponíveis no mercado para a reciclagem e descarte de cacos e pó de vidro.
Aprenda-o-que-fazer-com-a-sucata-e-os-cacos-de-vidro_anavidro_1
Quais processos geram descarte de vidro?
Cacos de vidro
Todo vidro que não pode ser utilizado no processamento é considerado um descarte. São diversos os motivos:
– Retalhos (pedaços que sobram) do processo de corte que não possuem tamanho adequado para serem aproveitados;
– Cacos de vidro que surgem de quebras durante a lapidação, furação ou no forno de têmpera — seja pelo manuseio errado das peças ou defeitos de fabricação;
– Baixa qualidade da matéria-prima, revelada pela presença de bolhas no vidro, por exemplo;
– Peças enviadas pelos fabricantes de vidro que não estão de acordo com o pedido realizado. “Podemos dizer que o descarte gerado em todo o processo está em torno de 11% a 12% do vidro que entra na empresa”, comenta Albert Pestana, diretor-industrial da Pestana Vidros.
Pó de vidro
É gerado durante dois processos:
– Lapidação — polimento das bordas da peça;
– Furação/recorte — feitos para o encaixe de ferragens e acessórios.
O que fazer com os cacos de vidro?
Reciclagem do vidro
“O mercado ainda não nos oferece muitas opções para a comercialização dos cacos”, opina Vânia Felix, gerente-administrativa da New Temper. A melhor opção, sem dúvidas, está na reciclagem do vidro, escolha de inúmeras processadoras pelo Brasil, incluindo Brazilglass, Divinal Vidros, DVM Vidros, GlassecViracon, New Temper e Pestana Vidros. “Além de atender às normas ambientais de destinação, gera receita e possibilita a reutilização desses resíduos pelas empresas vidreiras, economizando recursos naturais e energia”, explica Maurício Zaramella, coordenador de Logística da GlassecViracon.
Como fazer?
Para isso, é necessário entrar em contato com uma empresa especializada nesse serviço. De forma geral, essas companhias são responsáveis por coletar, tratar e destinar o vidro. Elas pagam às processadoras pela tonelada do material, de acordo com o tipo do produto (incolor, colorido, laminado, espelho etc.), e depois vendem para a indústria.
Aprenda-o-que-fazer-com-a-sucata-e-os-cacos-de-vidro_anavidro_2
Qual o destino?
“Atualmente, grande parte dos nossos volumes se destina à fabricação de float ou embalagem”, comenta Juliana Schunck, diretora da Massfix, uma das maiores empresas de reciclagem de vidro no País. “Entretanto, também destinamos para outros segmentos, como sinalização viária, jateamento e cerâmica.”
Vantagens
Para o diretor-propretário da Pastglass, Benedito Aparecido Bueno, em relação ao custo-benefício, a coleta é a melhor forma de reuso do descarte. “Caso a empresa geradora queira destinar o material para aterros, terá de pagar muito caro”, diz ele. Sua companhia, especializada em reciclagem, também cria objetos decorativos com cacos, como fruteiras e lustres — mais uma forma de atrair lucro a partir de resíduos. A processadora Brazilglass também ganha dinheiro assim. “Vendemos sucata de laminado para fábricas de lustres e materiais de decoração”, comenta o diretor-comercial Carlos Almeida.
Retornar o vidro ao fabricante
Algumas fabricantes de vidro nacionais possuem programas para que seus clientes retornem os cacos.
Aprenda-o-que-fazer-com-a-sucata-e-os-cacos-de-vidro_anavidro_3
Vivix
Em fevereiro de 2015, a Vivix criou o Projeto Capta Caco. A ideia é simples e se baseia na gestão de logística reversa: a Vivix compra os cacos dos processadores e estes podem enviar a sucata quando forem retirar um pedido de vidro na fábrica. Além de eliminar o custo de descarte em aterros por parte das empresas, o projeto ainda gera receita para elas. Para participar, o cliente deve enviar materiais livres de impurezas e separados por cores.
Guardian
Cerca de quarenta clientes participam de forma contínua do programa oferecido pela Guardian. “Incentivamos o retorno dos cacos no mesmo caminhão que carregará vidro em nossas unidades”, revela o gestor nacional de Meio Ambiente, Saúde e Segurança, Cléber Campos. “Em situações específicas, estabelecemos uma rota de coleta de cacos em locais de concentração”. A empresa afirma que todo caco recebido é revisado e avaliado para garantir que não existam contaminantes (sujeira, rebolos etc.) ou mistura entre cores de vidro.
A Cebrace não possuir iniciativa desse tipo.
Bolsa de Resíduos da Fiesp: solução para compra e venda de descarte
A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) possui, desde 2002, uma solução para fazer com que as empresas lucrem com a venda e compra de material descartado. Trata-se da Bolsa de Resíduos, um serviço gratuito e simples: basta se inscrever no site www.fiesp.com.br/servicos/bolsa-residuos-fiesp e cadastrar sua sucata. Assim, outras empresas poderão ver seu anúncio e entrar em contato. Vale lembrar que a negociação não se dá por meio da plataforma — isso é de responsabilidade dos usuários.
O objetivo da iniciativa é oferecer um espaço para a troca de informações. “Dos mais de 2.600 inscritos, cerca de 80% são pequenas e médias empresas”, revela Ricardo Garcia, criador do programa e membro do Departamento de Meio Ambiente da entidade. Qualquer empreendedor pode participar da Bolsa de Resíduos, basta possuir CNPJ.
Aprenda-o-que-fazer-com-a-sucata-e-os-cacos-de-vidro_anavidro_4
Vidraceiros: como eles descartam
Vidraçarias também geram sucata, porém em menor quantidade se comparada às processadoras. Para elas, o descarte não tem segredos: o vidro deve ser levado a aterros ou coletado por empresas de reciclagem. Algumas processadoras oferecem parcerias para a coleta, separando caçambas especiais para o vidraceiro descartar seus materiais. Portanto, vidraceiro, pergunte ao seu fornecedor se ele recolhe sucata.
O que fazer com o pó de vidro?
O material deve ser tratado antes do descarte. Para isso, a empresa precisa ter uma central de tratamento de água. Em geral, o processo ocorre da seguinte forma:
– A água utilizada na lapidação e furação, misturada com o pó de vidro, descansa em tanques decantadores;
– Nessa mistura, são aplicados floculantes, substâncias químicas que separam materiais sólidos de líquidos;
– A massa de pó é retida enquanto a água é filtrada para ser reutilizada no processamento do vidro;
– Por fim, a massa de pó deve secar antes de ser embalada para o descarte.
O ambiente correto para a destinação do pó de vidro é o aterro industrial — local próprio para receber resíduos sólidos produzidos por empresas. “Creio que muitos não se preocupam com o destino final, dispensando em lugares impróprios para esse fim”, alerta Fernando Passi, da Divinal Vidros. Todas as processadoras precisam estar atentas à forma de descarte para neutralizar seu impacto ambiental.
Pó de vidro é reciclável?
Hoje, para a indústria vidreira, o pó não tem serventia. Porém, estudos apontam que ele pode ser usado como matéria-prima de argamassas e cerâmicas. O engenheiro civil e gerente-administrativo da DVM Vidros, Luís Augusto Knorst, abordou a substituição da cal hidratada por pó de vidro em argamassas de revestimento em sua monografia de graduação pela Universidade Federal de Ouro Preto (MG). “Detectamos um aumento na resistência à compressão simples conforme o percentual de pó de vidro aumentava, e uma menor necessidade de água para se chegar à consistência desejada da argamassa, aumentando a durabilidade do material”, explica Knorst. “Como foi um estudo inicial, destacamos a necessidade de mais pesquisas sobre o tema”.
O que a legislação diz sobre o descarte de resíduos?
A principal lei brasileira a tratar do assunto é a 12.305/10, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que define diretrizes para o combate à poluição. A implementação da logística reversa pela indústria é abordada na PNRS, assim como outros objetivos fundamentais:
– Redução na geração de resíduos;
– Reutilização, reciclagem e tratamento;
– Disposição final adequada de rejeitos (materiais que não podem ser recuperados).
Vale salientar que o descarte ilegal de resíduos sólidos é crime ambiental.
Fonte: abravidro

Entre os dias 14,15,16 e 17 ocorreu na sede da ANAVIDRO os módulos dos cursos Prática 100,  cursos de especialização da ANAVIDRO que visa a capacitação dos profissionais do ramo vidreiro, proporcionando melhor desempenho nas práticas de montagem.
Cursos-ANAVIDRO--Alunos-se-especializam-com-aprendizados-práticos-e-teóricos-para-o-setor-vidreiro_1
Nos dois primeiros dias os alunos aprenderam o módulo de Projetos, Medições, Folgas, Orçamento e Comercial, um ótima base com conceitos fundamentais de aplicação para vidros temperados na construção civil. A aplicação do conhecimento foi elaborada em mais de 40 projetos na apostila, os alunos aprenderam na prática e discutiram os pros e contras da montagem dos projetos.
Cursos-ANAVIDRO--Alunos-se-especializam-com-aprendizados-práticos-e-teóricos-para-o-setor-vidreiro_2
Já o Curso de Aplicação de Vidros Temperados que ocorreu entre os dias 16 e 17 os alunos saíram do método teórico para o pratico, perfeito para aqueles que buscam trabalhar em vidraçarias, como instalador de vidros temperados tipo Box de banheiro, Janelas, Portas e outros produtos.
Cursos-ANAVIDRO--Alunos-se-especializam-com-aprendizados-práticos-e-teóricos-para-o-setor-vidreiro_3
“Agradeço e muito pelo conhecimento passado pelo professor Jotanael, creio que agora com todas essas dicas de instalação e de projetos, estarei com novas soluções ágeis e seguras para o meus clientes”, Silvio Santos da Rocha, aluno do curso Prática 100.
Cursos-ANAVIDRO--Alunos-se-especializam-com-aprendizados-práticos-e-teóricos-para-o-setor-vidreiro_4
Os Cursos foram um sucesso, e você vai ficar de fora e deixar essa oportunidade de crescer no mercado vidreiro passar?
 
Inscreva-se agora mesmo para os próximos cursos clicando >>AQUI<<
Vejas as fotos dos Curso no nosso Facebook:
Projetos, Medições, Folgas, Orçamento e Comercial
Aplicação de Vidros Temperados
 
Os Cursos da ANAVIDRO é patrocinado pelas empresas Vivix, UBV, Saint-Gobain, Guardian, Cebrace, AGC. E tem o apoio da ABIVIDRO (Associação Tecnica Brasileira das Industrias Automáticas de Vidro)

Fundada em 16 de Abril de 2006 por um grupo de empresários, donos de vidraçarias da cidade de São Paulo, a ANAVIDRO nasceu como uma entidade estadual chamada AVESP que com a abertura de novas sedes em diversas capitais do pais mudou de nome para ANAVIDRO. 
A ANAVIDRO nasceu com objetivo de ajudar os vidraceiros a se profissionalizar e unir toda a cadeia do vidro. Ano após ano a ANAVIDRO desenvolve juntos ao mercado do vidro ações que defendem os interesses das vidraçarias com benefícios para os associados e também eventos culturais e sociais que promovem a entidade e parceiros.
Nesses 10 anos nos buscamos qualificar as vidraçarias e suas equipes de colaboradores, pois desde o inicio acreditamos que para alcançar o sucesso, era necessário a implantação de investimento para o desenvolvimento de pessoas, que é hoje o elo central que consolidam os resultados de projetos e atividades do dia a dia.
ANAVIDRO-10-anos--Uma-década-de-muita-união,-dedicação-e-respeito-no-mercado-do-vidro
ANAVIDRO se compromete de defender esse elo que se desenvolveu, contribuindo para a modernização do mercado. Agradecemos a todos que fizeram e fazem parte dessa história, aprendemos muito e isso só nos fez crescer.
E o que esperar daqui pra frente?
Garantimos ainda mais comprometimento junto a você, fornecendo meios que evoluam ainda mais o mercado vidreiro, incentivando e interagindo com profissionais do ramo.

Vamos construir os próximos anos de nossa história juntos?

Seja um associado ANAVIDRO e ganhe vários benefícios >INSCRIÇÃO<
A todos os clientes, parceiros e amigos muito obrigado por cada momento que estivemos juntos.

Entre os dias 25 e 30 de junho foram realizados cursos como: Sistema de Fixação com a Fischer, curso de Novas Tecnologias para Vidros de alto desempenho energético em parceria com a Cebrace e o curso de Instalação e Ajuste de Mola de Piso e Mola Aérea com a Soprano.
Brasil-Glass-Rio-investe-cada-vez-mais-na-formação-de-profissionais-no-mercado-do-vidro.
A Brasil Glass Rio continua liderando a iniciativa de levar a informação e formação cada vez mais ao mercado do vidro. Fomentar a ponta é uma necessidade.
Brasil-Glass-Rio-investe-cada-vez-mais-na-formação-de-profissionais-no-mercado-do-vidro_2
Brasil-Glass-Rio-investe-cada-vez-mais-na-formação-de-profissionais-no-mercado-do-vidro_3
Brasil-Glass-Rio-investe-cada-vez-mais-na-formação-de-profissionais-no-mercado-do-vidro_4

Veja as fotos de todos os cursos Clicando >>AQUI<<

Sobre a Brasil Glass Rio: É um espaço de encontro para todo o mercado do vidro localizado no Rio de Janeiro; muito útil para as empresas fazer reuniões entre fornecedores, vidraçarias, engenheiros, arquitetos e clientes finais.
A Brasil Glass Rio conta com uma grade de treinamentos gratuitos, onde os vidraceiros de todo o pais poderão se capacitar e investir no crescimento profissional, o espaço conta com excelente estrutura, salas climatizadas e modernas.
 
Faça uma visita:
Av Guilherme Maxwell, 480 – Bonsucesso – Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 3445-0400
E-mail: vendas@brasilglassrio.com.br
 
Apoio: ANAVIDRO, ABRAVIDRO, SEAERJ CAU, CREA, Cebrace, Saint Gobain, Q-Railing, Fischer, Ideia Glass e Canal do Serralheiro.
 
Conheça e siga nossos Canais nas Mídias Sociais.
Facebook      Twitter      youtube_1    Google-Plus

O Rio de Janeiro acaba de ganhar um novo ponto de encontro para todo o mercado do vidro, a Brasil Glass Rio. Com a chegada desse novo espaço, todo o mercado se beneficiará; muito útil, as empresas do setor poderão usufruir dos ambientes para reuniões entre fornecedores, vidraçarias, engenheiros, arquitetos e clientes finais.
Além de uma completa grade de treinamentos gratuitos, onde os vidraceiros de todo o País poderão se capacitar e investir no crescimento profissional, o espaço conta com excelente estrutura, salas climatizadas e modernas, além de um delicioso café espresso.
Logo_BGR
A Brasil Glass Rio, além de oferecer tudo isso, possui em seu mix de produtos uma enorme variedade de ferragens para diversas soluções na construção e arquitetura, como: guarda-corpo em vidro, escadas, spiders, box, puxadores, etc.
Dentre seus fornecedores, há conceituadas empresas, como a alemã Q-Railing, Ideia Glass, Fischer, etc. O profissional ainda encontrará mostruários de vidros da Saint Gobain e Cebrace, assim, todos poderão especificar tanto a ferragem, como o vidro ideal para cada projeto.
Brasil-Glass-Rio-Espaço-de-referência-para-o-mercado-do-vidro_1
Na loja, todos os profissionais e consumidores em geral receberão um atendimento consultivo, orientados por especialistas e técnicos em cada assunto. Como referência, ainda estão sempre à disposição as principais revistas do setor vidreiro, como a Vidro Plano, Vidro Impresso, Tecnologia & Vidro e Contramarco.
A Brasil Glass Rio conta com o apoio da ANAVIDRO, ABRAVIDRO, SEAERJ CAU, CREA, Cebrace, Saint Gobain, Q-Railing, Fischer, Ideia Glass e Canal do Serralheiro,
Faça uma visita:
Av Guilherme Maxwell, 480 – Bonsucesso – Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 3445-0400
E-mail: vendas@brasilglassrio.com.br
 
Conheça e siga nossos Canais nas Mídias Sociais.
Facebook      Twitter      youtube_1    Google-Plus

No mês de novembro, a Cebrace anunciou a produção nacional do vidro extra-clear Diamant. Esse tipo de vidro é fabricado com menos óxido de ferro, elemento responsável pela coloração esverdeada presente nas bordas dos vidros, o produto é mais transparente que os vidros comuns e ideal para quem quer o máximo de visibilidade nos projetos.
Anteriormente, o produto era importado das matrizes da joint-venture, situadas na Europa.  A fabricação do produto nas unidades da Cebrace no Brasil traz mais versatilidade ao material, que agora está disponível em diferentes espessuras (4,6, 8 e 10mm), assim como em diferentes dimensões ( 3,21 x 2,20, 3,21 x 2,40 e também em chapas jumbo  – 3,21 x 6m).

Cebrace anuncia nova produção nacional do vidro extra clear.
Cebrace anuncia nova produção nacional do vidro extra clear.
Segundo Carlos Henrique Mattar, gerente de marketing da Cebrace, a novidade beneficia toda a cadeia vidreira, uma vez que ao ser produzido no país, além da versatilidade de dimensões e espessuras, o produto tem maior facilidade de reposição. “Distribuidoras e vidraçarias terão uma reposição mais rápida do material e passam a poder optar pelo vidro ‘invisível’ nos mais variados tipos de projetos que exijam o máximo de transparência”, afirma.
Essa característica faz com que o vidro esteja presente em obras que requerem uma visão bem nítida do local, sendo utilizado na construção civil principalmente em passarelas e observatórios. O Diamant também tem sido largamente utilizado na decoração de interiores, em tampos de mesa, prateleiras e até escadas de vidro.
O vidro extra clear da Cebrace pode ser combinado com qualquer tipo de vidro, laminado com polivinil butiral (PVB), etil vinil acetato (EVA) ou resina, além de ser facilmente transformável. Pode ser utilizado como vidro monolítico, laminado, temperado, curvo ou duplo.
 
 

Entre os dias 21 a 24 de outubro, mais de 43 mil pessoas visitaram a Glasstec 2014,uma das principais feiras do setor vidreiro mundial. A feira foi realizada em Düsseldorf, Alemanha, e contou com mais de 1.200 expositores de 50 países, que apresentaram novidades em maquinários, ferragens, novas tecnologias e tendências.
Representando a  ANAVIDRO, José Joaquim Miguel, esteve presente na feira e visitou os pavilhões de exposições, veja a seguir o que o diretor da ANAVIDRO disse sobre a feira.

ANAVIDRO participa da Glasstec 2014 e confere de perto as novas tecnologias e tendências do setor.
ANAVIDRO participa da Glasstec 2014 e confere de perto as novas tecnologias e tendências do setor.
“A Glasstec apresentou muitas novidades para o segmento de vidraçarias, na feira pude conferir veículos compactos que levam tudo o que o vidraceiro precisa para a obra.
Em um dos estandes a empresa DELTARACK apresentou cavaletes de madeira muito mais leves e ecológicos que os de metal. A Alemanha está a frente do Brasil em relação à fabricação de vidros, principalmente insulados. Na feira conferi vários stands com vidro multi-laminados e insulados, alguns com até 3 vidros.
DELTARACK apresentou cavaletes de madeira muito mais leves e ecológicos que os de metal
DELTARACK apresentou cavaletes de madeira muito mais leves e ecológicos que os de metal
Esse vidros devem ser tendência no Brasil devido a eficiência energética. “Sabemos que algumas empresas brasileiras já compraram linhas completas de laminação e vidros insulados, agora temos que ver como o mercado vai se comportar”. Concluiu Miguel
Stand da ABRASIPA na Glastec
Stand da ABRASIPA na Glastec
No terceiro dia de feira houve dois jantares, um realizado pela Guardian, para clientes de todo o mundo, e o da Cebrace que envolveu os brasileiros.
A próxima Glasstec já tem data para acontecer: de 20 a 23 de setembro em 2016.
Confira as fotos da visita no nosso Facebook >> Clique Aqui <<
ou se preferir no nosso Google Plus >> Clique Aqui <<
 
Fonte: andiv
 

TOPO