Você está aqui:Home » Banner Principal » Veja os cuidados que devem ser tomados nas têmperas de vidro.

Veja os cuidados que devem ser tomados nas têmperas de vidro.

A têmpera tem como objetivo garantir mais resistência mecânica e térmica ao vidro. Por meio do aquecimento gradual do material até cerca de 700 graus, seguindo de um rápido resfriamento, o vidro torna-se temperado: ao se quebrar, ele se fragmenta em pequenos cacos poucos cortantes,diminuindo o risco de acidentes. Isso não significa que a tempera precise de menos cuidados com a segurança dos trabalhadores do que os tomados em todas as demais etapas do processamento do vidro.

Veja o que a ANAVIDRO separou para você  que se preocupa com a Segurança no Trabalho, veja o passo a passo da atividade e como evitar danos e perigos.

Veja os cuidados que devem ser tomados nas têmperas de vidro.

Veja os cuidados que devem ser tomados nas têmperas de vidro.

EPIs para têmpera

Diversos equipamentos de proteção individual (EPIs) são necessários no processo de tempera, tanto para o descarregamento do vidro como para o trabalho próximos aos fornos. Todos eles precisam estar disponíveis para uso dos profissionais e devem ser certificados pelo Ministerios do trabalho e emprego.

Os EPIs necessários são:

– Óculos de segurança

– Protetores auriculares

– Luva Anticorte

– Mangote Anticorte

– Bota com biqueira

– Capacete

– Cinta ergonômica

– Luva térmica

Veja os cuidados que devem ser tomados nas têmperas de vidro.

Veja os cuidados que devem ser tomados nas têmperas de vidro.

Os processos de uma têmpera são feitos nos seguintes passos:

Área comercial.

Recepção de pedidos: Recebimento via Fax, E-mail e realização do pedido.

Liberação de pedidos: Conferência antes da otimização, verificar-se os pedidos se estão corretos.

Otimização das peças: Plano de corte para melhor aproveitamento da chapa de vidro.

 

Área de produção chão de fábrica

Por Setores.

Corte automatizado: Cortes das Chapas.

Lapidação: Retirada do corte das peças.

Marcação: Marcação de recortes e furos das peças.

Furação: Realização de recortes e furo das peças.

Conferência: Controle de qualidade das peças. OBS: Realização de inspeção das peças, cortes, lapidação, marcação, furação etc.

Forno: Entrada das peças para processo de têmpera. Na saída das peças já temperadas e finalizadas elas são separadas nos cavaletes e entregue ao cliente.

 

Preparando o ambiente

Gerais:

– Sistemas para a retirada de calor do ambiente fabril são fundamental, bem como sistemas de isolamento térmico e acústico.

– A distancia entre os pontos de estoque e manuseio deve ser a menor possível.

– Os locais de trabalho precisam contar com iluminação de maneira e intensidade adequadas a operação

 

Para a área do forno de têmpera

A área deve ser isolada, com acesso restrito.

– A área do soprante deve ter:

* Grades de proteção contra arremesso de pedaços quentes de peças quebradas durante o processo.

* Meios de contenção do ruído gerado no processamento do vidro

– As áreas de aquecimento e resfriamento das peças devem conter avisos de perigo e proteção contra acessos indevidos.

– O leiaute do forno deve permitir a extração do ar quente proveniente do processo de têmpera para o exterior do ambiente fabril.

– Sempre manusear peças quentes com luva térmica.

 

Como levar o vidro de um espaço para o outro

– Devem- se sempre colocar primeiro as peças maiores nos cavaletes e carretas, e só depois as médias e pequenas.

– O trabalhador nunca deve manusear chapas e peças sozinhos

– As peças devem ser manuseadas sempre na vertical e com recortes e furos voltados para cima.

– É necessário intercalar todas as peças e chapas de vidro (colocar o calço de papelão), para não haver contato direto de vidro com vidro.

– O manuseio correto de peças grandes e chapas na têmpera é feito pelos sistemas de roletes laterais do forno, tanto no carregamento como no descarregamento, elas nunca devem ser colocadas pela frente das esteiras.

Veja os cuidados que devem ser tomados nas têmperas de vidro.

Veja os cuidados que devem ser tomados nas têmperas de vidro.

Cuidados ao lidar com o forno de têmpera

As instruções valem tanto para trabalho com forno horizontal como vertical:

– A equipe envolvida na atividade precisa ter um número adequado de funcionários, todos treinados e cientes de sua atividade, atribuições e responsabilidades.

– O uso de luvas térmicas é obrigatório para operações de emergência.

 

O que não se deve fazer na têmpera

Nunca se deve concentrar todo o processo de têmpera em apenas um ou dois trabalhadores. É necessário distribuir entre a equipe atividades como:

* Verificação da qualidade e atributos das peças antes da seguir para o processo do forno.

* Operação do equipamento

* Monitoramento e correções

* Retirada das peças

* Manuseio das peças

* Verificação das peças após o processo de têmpera

* Embalagem das peças com intercalários calços.

– O manuseio de peças quentes não pode ser feito sem o uso de luvas térmicas

– O ambiente de trabalho não pode estar desprovido de sistemas de isolamento térmico e acústico instalado de forma correta, sem amadorismo ou improvisação.

– Como em todas as etapas de processamento do vidro, é inadmissível que os profissionais da têmpera não recebam treinamento adequado antes de iniciar suas atividades.

 

Essas foram algumas dicas que a ANAVIDRO trouxe para você, mas lembre-se o treinamento é importantíssimo para se iniciar um bom trabalho em equipe.

Duvidas entre em contato conosco pelo e-mail: web@anavidro.com.br

Deixe um comentário

Rua 13 de Maio, 911 - Bela Vista - São Paulo - SP CEP 01327-000 | 11 2373-2385 | © 2012 Todos os direitos reservados.

Voltar para o topo