Notícias

Como são feitos os vitrais?

Vitral, termo originário do francês vitrail, é um tipo de vidraça composta por partes de vidros coloridos, normalmente montados para representar cenas ou personagens – como elemento arquitetônico, é uma das principais representações do estilo gótico, tendo sido utilizado em todas as grandes catedrais construídas na Europa ao longo da Idade Média.O efeito da luz solar transpondo o vitral produz um efeito único, que, nas igrejas, sempre se relacionou a um aumento de espiritualidade. No período de expansão do catolicismo, os vitrais também serviram como ferramenta de alfabetização e catequese da população. Catedrais como a de Reims, St. Denis e Chartres, todas situadas na França, abrigam até hoje imensos vitrais, todos retratando passagens e personagens bíblicos.

Vitral com passagens bíblicas da Catedral de Chartres, na França (catedraismedievais.blogspot.com)
Vitral com passagens bíblicas da Catedral de Chartres, na França (catedraismedievais.blogspot.com)
O passar dos anos rendeu novas possibilidades de produção aos vitrais, como o plaquet, que sobrepõe dois vidros, um transparente e um colorido, e dá ao material uma característica mais robusta, mas a técnica básica consiste em selecionar o vidro a ser utilizado, dando a ele o acabamento necessário para a montagem, e a fixação de todas as peças em placas de metal, unidas por pontos de solda. Além das variáveis obtidas naturalmente pelas cores do vidro, tintas especialmente aplicadas sobre o vitral e alterações de temperatura mudam a aparência da obra.
Atualmente, os vitrais são produzidos mais pelo seu valor artístico, como item de decoração, do que pela simbologia que possuem, apesar de alguns artesãos ainda buscarem os métodos originais de produção. Abaixo, deixamos para você um especial que conta um pouco da história dos vitrais encontrados na cidade de São Paulo.
– Vitrais de São Paulo
Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Vitral
http://blogillustratus.blogspot.com.br/2010/02/vitrais.html
http://catedraismedievais.blogspot.com.br/2011/01/catedrais-goticas-sintese-de-fe-e-arte.html
http://catedraismedievais.blogspot.com.br/

TOPO