Tag

ganhar dinheiro vidraçaria

Procurando

A sua vidraçaria é especializada em que?Você sabia que as vidraçarias precisam se especializar em alguns serviços e vendas de produtos?

A sua vidraçaria quer transmitir confiança aos clientes e segurança na prestação de bons serviços por parte da equipe de atendimento e de mão de obra? Se a resposta for sim, você já deve ter notado a importância de direcionar o seu negócio para algumas áreas de atuação pré-definidas.

As especialidades podem promover a sua vidraçaria para um status de reconhecimento por parte de clientes e fornecedores, dentro do mercado de atuação.

Diferentemente dos estabelecimentos mais generalistas, ou seja, que vendem de tudo um pouco e não prestam serviços diretamente ao cliente, as vidraçarias precisam seguir algumas regras de segmentações.

Os serviços precisam ser alinhados ao ‘todo’ na gestão desse tipo de negócio. Resumindo, a vidraçaria deve dominar algumas áreas, tanto no quesito de vendas de produtos divididos – por nichos – como nos setores de atendimento e processos de instalação, por exemplo.

Por isso é importante ter um foco. A vidraçaria que não tem um norte acaba suprindo muito pouco da demanda de mercado. Afinal, conhecimento raso não é nem um pouco interessante para os negócios, muito menos quando estamos falando sobre comércio de porta (loja física).

A sua vidraçaria precisa buscar atender produtos e serviços específicos para se tornar uma marca forte no setor em que atua, sem chances de ter que fechar as portas por falta de lucratividade.

Em um ano de recuperação da economia, reinventar e investir em novos produtos e serviços será primordial para alavancar e lucrar com a sua vidraçaria em 2019.

O tema em questão é tão importante para o mercado brasileiro que, de acordo com estudos do portal Sebrae, entre as áreas promissores para esse ano estão os serviços especializados, de manutenção e reparação.

Para as vidraçarias a notícia é excelente. Dentro dos ramos de construção civil, arquitetura e design, oferecer algo inovador e que proporcione segurança e praticidade de manutenção, é uma ótima ideia para conquistar uma nova cartela de clientes e elevar os lucros!

O vidraceiro também precisa se especializar

Você sabia que a função de vidraceiro precisa ter determinadas habilidades para exercer a profissão? Desde 2016 foram definidas as competências que um vidraceiro deve ter, que irão constar na nova norma de Profissionalização do Vidraceiro, e que irão nortear os profissionais do setor vidreiro.

O intuito é determinar as competências mínimas de um vidraceiro e definir categorias em diferentes níveis e especialidades. Segundo a revista Vidro Impresso e a Escola de Negócios – Lead – em seu primeiro nível de habilidade, o vidraceiro deve saber instalar o vidro e seus componentes, estudar o vão, planejar a instalação e se há interferências dos elementos do ambiente.

O profissional precisa estar preparado para verificar questões como iluminação, dimensionamento, registro e identificação de tipo de ferragem a ser aplicada, assim como fazer manutenções, podendo analisar, inclusive, instalações de terceiros. A função foi dividida em mais quatros categorias: o vidraceiro vendedor, o especificador de produtos, o transportador e o instalador.

As especialidades de uma vidraçaria

A ANAVIDRO separou algumas sugestões de serviços que podem ser oferecidos pelas vidraçarias e aplicados em seu comércio ainda esse ano. Acompanhe!

Manutenção de Sacadas

A manutenção pode ser ainda mais lucrativa à própria instalação, já que o custo é bem menor. Ou seja, é possível ganhar mais com a manutenção de sacadas do que como o próprio envidraçamento.

Devido à alta demanda, existem poucos profissionais especializados para atendê-la e baixo investimento inicial. A manutenção de sacadas é um mercado de atuação que pode ser bastante promissor. Com a mudança de cenário econômico, o cliente prefere mais consertar do que substituir por outra estrutura.

Imagine quantas sacadas já foram instaladas em sua região e precisam de manutenção para preservação ou correção de algum desgaste de componentes? Então, é possível notar uma gama de clientes crescente todo ano, pois há também evoluções nos sistemas que podem ser ofertados nas visitas.

Envidraçamento de Sacada

A cada ano cresce o número de condomínios que permitem o envidraçamento de sacadas, ou cortinas de vidro como são chamadas.

Aproveitando essa tendência, o segmento das varandas gourmet tem crescido exponencialmente, devido ao boom da arquitetura e design de interiores que reaproveitam os espaços em ambientes pequenos, como é o caso dos apartamentos.

Pele de Vidro

Os grandes e vistosos prédios com fachadas espelhadas e envidraçadas são de encher os olhos não é mesmo? E o mais bacana é que não se trata de um tipo de obra impossível para o vidraceiro comum aplicar em apartamentos e residências menores. Agora é possível realizar o Sistema Pele de Vidro até em pequenas obras, desde que aprovada pelo condomínio.    

Mas ainda estamos falando de um mercado muito novo, surgido há pouco mais de 3 anos. Mas as chances de crescimento são grandes! Isso porque não são muitos vidraceiros que estão oferecendo o serviço, por enquanto. E com esse diferencial, a sua vidraçaria poderá conquistar muito mais clientes.

Fonte:
https://abravidro.org.br/treinamentos/especializacao-tecnica/
https://www.vidracariaarteestilos.com.br/sobre-a-empresa/
http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/como-montar-uma-vidracaria,f6987a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD
https://alderferglass.com/p-44-Obscure-and-Specialty-Glass
https://vidroimpresso.com.br/empresas-e-negocios
http://blog.feitosparadurar.com.br/2016/07/19/6-cursos-de-vidraceiro-para-quem-quer-se-destacar/
http://www.cursoparavidraceiro.com.br/noticia/profissao-vidraceiro:-saiba-quais-as-habilidades-esperadas-deste-profissional-
http://www.ttrvidros.com.br/post/340:vidraceiro-prepare-se-para-o-mercado-de-2018#.XEX3-VxKjIU
https://www.vidracariaarteestilos.com.br/sobre-a-empresa/
https://mettainstitutogo.com.br/porque-e-importante-se-especializar-em-uma-area/

Como fazer um orçamento?Para conseguir ganhar dinheiro, é necessário também saber como gastá-lo.

E esse é o ponto chave para todas as pessoas que desejam empreender. Porém, você sabe como fazer um orçamento?

Fique tranquilo, porque muitas vezes, até mesmo os profissionais de longa data possuem inúmeras dúvidas relacionadas ao orçamento. Muitos se cansam e acabam deixando alguns dos conceitos básicos de lado. E como diria Victor Butcher, especialista em finanças, “o orçamento é como um mapa”. E para chegarmos ao destino, é preciso conhecer diferentes pontos do mapa, sabendo trilhar o melhor caminho destinado ao sucesso.

Continue lendo nosso artigo de hoje, e veja como fazer um orçamento empresarial de maneira correta e onde todos irão sair ganhando, em especial você empreendedor. Confira.

Valores de orçamentos empresariais

Revisões trimestrais, deixar algo para depois ou mesmo acabar esquecendo de conferir algum dos custos que acabam entrando, fazem parte do universo de orçamentos empresariais. Para que isso não aconteça com a sua empresa, preparamos um artigo que aponta os motivos que farão você entender de maneira objetiva e simples, porque sua empresa necessita de um bom orçamento. Veja abaixo alguns dos pontos importantes de um bom orçamento empresarial:

  • Quanto dinheiro existe no caixa da empresa;
  • Quando a empresa vai gastar com custos fixos e também variáveis;
  • Quando a empresa precisa receber para alcançar suas metas.

O orçamento pode ser considerado como um divisor de águas para sua empresa e por isso mesmo, é extremamente útil para o seu negócio caminhar normalmente.

  • Fundos de investimento e bancos, são capazes de pedir para avaliar orçamentos empresariais caso você venha pedir um empréstimo;
  • Quando você tem conhecimento do orçamento, os funcionários irão melhor compreender para onde e como sua empresa está caminhando, e assim poderão se dedicar ainda mais. Se a sua equipe não sabe o que são metas, de nada adianta esperar que elas sejam batidas. Pense nisso!
  • Fazer um bom orçamento empresarial é essencial, pois consegue evitar possíveis custos, pois irá apontar se determinados investimentos – como reformas, aluguéis e equipamentos – serão possíveis, antes mesmo que a compra seja efetuada.

Os números que estão em seu orçamento, irão servir como base para você poder aproveitar e ajustar suas expectativas e planos para sua empresa. Se você o manter mensalmente atualizado, e caso ocorra um vazamento ou gargalo, será muito mais simples de solucioná-los.

Seja por redução de contratações, investimento em marketing ou diminuição de expectativas dos lucros de sua empresa.

Como fazer um orçamento?Veja 5 passos para criar um orçamento empresarial de sucesso

Calculando as fontes de renda

Dentre as fontes de renda você precisa incluir:

  • Investimentos;
  • Renda;
  • Economias;
  • Empréstimos;
  • Vendas.
  • Listar os custos fixos

Dente os custos fixos estão presentes:

  • Aluguel;
  • Internet;
  • Salários;
  • Telefone;
  • Hospedagem de sites;
  • Taxas de bancos e Governo;
  • Serviços de contabilidade;
  • Ferramentas contratadas;
  • Seguros;
  • Serviços legais.

Custos variáveis

Em um bom orçamento empresarial, é necessário sempre incluir os custos variáveis, dos quais incluem:

  • Água;
  • Gás;
  • Matéria-prima;
  • Luz elétrica;
  • Comissões;
  • Freelancers;
  • Marketing;
  • Viagens;
  • Eventos;
  • Transporte;
  • Papel e impressão.

Prevenção de despesas únicas

  • Móveis;
  • Reformas;
  • Computadores e eletrônicos;
  • Consertos;
  • Comes e bebes;
  • Construções.

Assim é a melhor maneira de como fazer um orçamento empresarial, do qual faça sua empresa sempre caminhar rumo ao sucesso. Agora que você aprendeu, está na hora de colocá-los em prática. Sucesso!


Como ganhar dinheiro com vidraçaria?Conheça o mercado de vidros e fature alto abrindo uma vidraçaria

Apesar de ainda estarmos em um momento de recuperação da economia, o mercado de vidros está crescendo e mostrando sua força. Um estudo sobre o desempenho produtivo e econômico do setor no Brasil, o Panorama Abravidro 2017, mostrou uma queda de 11,8% no consumo de vidros planos nos últimos dois anos. Porém, esse cenário já está mudando para melhor a cada dia e o setor está mostrando um crescimento consistente.

Isso mostra que as vidraçarias devem seguir as tendências do mercado e se profissionalizar para poder enfrentar a concorrência e ofertar ao seu público produtos e serviços com maior valor agregado.

O vidro nos últimos anos tornou-se um elemento indispensável para compor diversos projetos de forma harmônica e com uma infinidade de variações estéticas. O vidro hoje é um dos materiais mais utilizados para funções de ambientação de casas, escritórios e lojas comerciais. O negócio de Vidraçaria não está relacionado somente à estética, mas também à ambientação com conforto, funcionalidade e beleza.

O que é preciso para abrir uma vidraçaria?

Conheça o mercado de vidros e fature alto abrindo uma vidraçariaPara abrir uma vidraçaria não é necessário que se tenha um grande capital de investimento. No entanto, é importante que o empreendedor tenha algum conhecimento e técnica no ramo, pois ele irá trabalhar com diversos tipos de vidros para diferentes nichos.

Outro ponto importante é a instalação do produto que também é uma das habilidades essenciais ao abrir um negócio no segmento, inclusive os próprios clientes são bastante exigentes nesse quesito. Para montar a própria vidraçaria, o empreendedor precisa conhecer todos os tipos de vidros disponíveis no mercado e ainda saber para que serve cada um de modo específico.

O mercado da vidraçaria

Abrir uma empresa de vidraçaria é considerado médio risco, ou seja, possui um grau médio de incerteza. Levantamentos específicos geralmente concluem que os investimentos com baixo risco podem ter um retorno seguro e lento, enquanto os investimentos de alto risco possuem grande possibilidade de ganhos altos e pouca segurança de mercado. Isso quer dizer que o setor vidreiro é um ramo promissor para o pequeno e médio empreendedor que pensa em montar a sua própria loja.

Uma das táticas para o sucesso do negócio é conseguir o menor preço possível com os fornecedores, isso poderá alavancar as vendas, principalmente para quem estiver começando o negócio. Outra ideia bem interessante é criar parcerias com os fornecedores e marcas renomadas para a divulgação e comercialização dos produtos.

Tipos de produtos, localização adequada e divulgação

Uma vidraçaria pode atender vários tipos de clientes, porém, é indicado que o empreendedor se especialize em alguns tipos de vidros, como por exemplo, vidros para portas e janelas, vidros laminados e temperados, vidros para box de banheiros, box temperado, vidros para controle do sol e jateados, vidros de segurança, etc.

É importante ressaltar que cada especialidade pode estar ligada à região onde se localiza o estabelecimento. Ou seja, cada região tem as suas necessidades e preferências por determinados produtos. Levantamentos apontam que as cidades do Sudeste e Sul, por exemplo, optam pela obtenção do vidro laminado. Já nas regiões Centro Oeste, Norte e Nordeste a procura por esse tipo de produto é quase inexistente.

Outro ponto importante é avaliar a facilidade do acesso a partir do perfil da clientela e considerar fluxo de veículos de grande porte para carga e descarga de produtos. O local escolhido para abrir o estabelecimento deve oferecer estacionamento próprio ou a parcerias com estacionamentos na redondeza.

A publicidade do estabelecimento é essencial, principalmente nos guias e veículos de mídia da região onde se localiza a loja.   Divulgue os serviços em jornais, guias comerciais e sites de bairro, listas telefônicas, revistas e capriche na fachada da loja. É importante também investir em marketing digital (campanhas em sites de busca e mídias sociais) como meio de divulgação da marca e interação com o público que procura por esses serviços.

O que é preciso para montar uma vidraçaria?

O estabelecimento deve ter infraestrutura adequada e condições que propiciem o desenvolvimento do trabalho. A estrutura de uma vidraçaria deve ser composta por uma área de atendimento com showroom, área para corte e processamento dos pedidos, espaço para depósito, além de um pequeno escritório para administração.

Os setores de atendimento e showroom devem possibilitar a exposição dos diversos tipos de vidros ofertados e proporcionar bem-estar ao cliente. O escritório da administração pode ser pequeno, bastando um espaço suficiente para a realização das atividades básicas de relacionamento com fornecedores, registros e controles sobre o negócio.

Em termos de equipamentos para o andamento do negócio, é preciso ter a mesa de madeira e diamante para corte, lixadeira e furadeira, telefone, fax, computador e um carro grande como SUV ou um pequeno caminhão. A área adequada para a instalação da loja deve ter entre 60m² e 100m², dependendo do valor do investimento que se pretende fazer e o número de clientes que se pretende atender.

Quanto devo investir?

Estima -se que para uma pequena ou média loja de vidros necessite de um investimento inicial de 20 mil. Já para uma vidraçaria de porte grande, os investimentos são a partir de 50 mil. Mas não se pode incluir os gastos voláteis como equipamentos necessários, mercadorias, estoque, aluguel, água, luz, telefone, taxas de impostos, funcionários fixos e temporários.

Qual o faturamento médio mensal de uma vidraçaria?

O faturamento médio mensal do pequeno ou médio empreendedor de vidraçaria, pode ser de 10 a 20 mil reais. Já, as vidraçarias localizadas em grandes centros podem dobrar essa renda. Mas é bom não confundir faturamento com lucro, o lucro irá depender de uma boa gestão de estoque e fluxo de caixa.

Regulamente a abertura da sua empresa

Procure um contador que possa lhe auxiliar a abrir o seu negócio ou vá à prefeitura da sua cidade registrar a empresa. O registro também deverá ser realizado na Junta Comercial, Secretaria da Receita Federal, Secretaria da Fazenda, INSS e Sindicato Patronal.

Fonte:
Abravidro: https://abravidro.org.br/punoticias/panorama-abravidro-2017-consumo-de-vidros-cai-118-no-brasil/ ).
TOPO