Tag

gestão da vidraçaria

Procurando

Você sabe como treinar e motivar sua equipe?Conheça o Manifesto do Gerente, com ensinamentos importantes para uma gestão eficiente de varejo

O líder deve saber trabalhar com seus colaboradores, seus pontos fortes e fracos, deixando-os com maior liberdade para a tomada de decisões. Dessa forma, eles vão sentir a importância de fazer parte da empresa, atingir o auge de suas capacidades e, ao mesmo tempo, se sentirem motivados no ambiente em que trabalham.

Como existe uma grande concorrência no mercado hoje em dia, a sua empresa deve cada vez mais se preocupar em identificar e criar métodos para reter aquele funcionário que se dedica e se compromete com a organização.

Vale destacar que os momentos de crise ou insatisfação dentro de um ambiente empresarial são tão importantes quanto os ambientes tranquilos e satisfatórios. Vamos explicar porque. É nesse momento de crise que o gestor tem a oportunidade de identificar os problemas e realizar melhorias. Ele deve buscar um entendimento assertivo entre os subordinados para alcançar a tão sonhada excelência nos serviços.

Os 16 Mandamentos para uma Gestão de Varejo bem-sucedida, poderá ajudar você, empreendedor que atua no segmento vidreiro. São estratégicas simples que, como proprietário ou gerente, poderá seguir na rotina da sua loja. Esse material propõe que as regras sejam seguidas de forma consistente. Dessa forma, você se tornará um gerente de sucesso!

Veja a seguir as palavras dos participantes de seminários de gestão, liderado por Harry J. Friedman, Fundador do The Friedman Group, que representam melhor como é ser um bom gerente de loja de varejo.

Reconhecimento de esforços da equipe

Segundo os participantes, é muito importante que o gestor se esforce para recompensar ou reconhecer o bom trabalho feito pela sua equipe, por mais rotineira que pareça ser a tarefa. Afinal, em empregos formais, as pessoas trabalham por recompensas. O dinheiro é apenas um tipo de recompensa, mas ser reconhecido é muitas vezes uma recompensa, muito maior do que o dinheiro.

Alguma vez você se aproximou de um vendedor depois que ele finalizou uma tarefa de rotina e disse: “Você realmente me ajudou fazendo isso. Muito obrigado!”. Se você não faz isso, provavelmente deve estar se perguntando: “Por que eu deveria agradecer aos vendedores por fazer uma tarefa pouco importante que nós temos que fazer todos os dias de qualquer maneira?”.

Talvez a melhor pergunta seja: “Por que não?”. Se você faz um esforço e agradece aos vendedores por fazerem algo que você sabe que é chato ou que eles não gostam, talvez eles fiquem mais inclinados a fazê-lo novamente, sem você precisar pedir.

Entenda melhor os fatos, antes de julgar ou tomar qualquer decisão

Muitas vezes os gerentes fazem julgamentos sobre um colaborador ou sobre algum problema, sem dedicar tempo para descobrir em primeiro lugar a verdadeira causa. Em vez disso, eles tentam resolvê-lo rapidamente, o que equivale a cuidar da febre e não da doença.

Quando um funcionário está se comportando mal, pode haver uma razão para isso. Mas se você não cavar fundo para encontrá-la, o motivo real nunca será descoberto. Os gerentes também precisam atuar como detetives para descobrir o que acontece com cada vendedor. O que motiva uma pessoa pode não motivar outra. Até que você saiba o que motiva individualmente a sua equipe, você nunca vai obter o máximo de produtividade no âmbito profissional.

Estabeleça metas para sua equipe e acompanhe a evolução dos trabalhos

Vendedores querem saber o que se espera deles, por isso coloque por escrito metas para cada um deles. Uma vez que os objetivos estão no papel, não há negociação – ou os membros da equipe alcançam as metas ou não. Mas a definição de objetivos não é suficiente.

Os gestores têm de assumir a responsabilidade pelo sucesso ou o fracasso de sua equipe. Se é você quem define as metas, então é melhor você estar pronto, disposto e capaz de fazer todo o necessário para ajudar todos a alcançar o sucesso.

Conheça melhor cada membro de sua equipe

Diferentes gestores têm diferentes estilos de gestão. Com os funcionários não é diferente: um estilo pode não funcionar bem com todos eles. Os colaboradores respondem de forma distinta às ordens, recompensas, disciplina etc. Você deve saber como lidar eficazmente com cada um.

Lembre-se de que o que é percebido como justo para uma pessoa pode não parecer justo para outra. Então, não seja sempre o mesmo em seu estilo de gestão, mas seja sempre justo com cada indivíduo.

Deixe de ser a pessoa-resposta e saiba delegar mais suas tarefas

Alguns gerentes têm inconscientemente estruturado seus cargos em função de responder perguntas dos colaboradores. Eles respondem a tudo, desde: “Eu trabalho amanhã?”, a “Temos isso em estoque?”, para “Posso fazer essa troca?”. Eles respondem a tantas perguntas que isso se torna, na verdade, todo o seu trabalho. Estes gerentes deveriam sempre tirar férias e ficar em algum lugar sem telefone. Como é que a loja iria continuar funcionando na sua ausência?

Para ser um grande treinador, você deve deixar de ser a “pessoa-resposta” e treinar seus colaboradores para fazer o trabalho deles. Se você não treinar o seu pessoal de forma adequada, você nunca deixará de ser a pessoa-resposta. Se não delegar depois de treinar e confiar que eles vão fazer as coisas certas, você nunca deixará de ser a pessoa-resposta. Sua loja nunca vai crescer e prosperar se ela tem um gerente que não pode crescer e planejar seu futuro.

O “mostre-me” é mais importante do que “mandar fazer”

Como gerente de loja, você treina um vendedor para que ele faça uma determinada tarefa. Então você pergunta se o vendedor entende. O próximo passo do treinamento geralmente é dispensado, e resulta no maior fracasso dos proprietários e gestores de varejo em se tratando de desenvolvimento de seu pessoal. É o passo chamado “mostre-me”.

Apenas ensinar não é suficiente, cada colaborador deve ser capaz de demonstrar que ele ou ela pode realizar bem todos os aspectos do trabalho. Usar a técnica “mostre-me”, assegura que todos os colaboradores entendam completamente a forma de fazer o seu trabalho, e então você pode responsabilizá-los por suas atribuições.

Ajude seu funcionário a melhorar os procedimentos, em vez de mudar de atitude

Não é possível entender o que faz com que alguns gerentes pensem que são capazes de mudar as atitudes de seus funcionários. Você não está equipado para corrigir a atitude de ninguém, apenas a sua própria.

Os grandes líderes não se importam com as más atitudes dos seus colaboradores, desde que eles produzam. A verdade é que problemas de atitude geralmente parecem maiores quando os vendedores não estão sendo produtivos no setor de vendas. Então, corrija os procedimentos em vez de tentar corrigir a atitude, e a atitude mudará como consequência.

Julgamentos não ajudam em nada, somente a observação e sugestões estratégicas é que valem

Quando você gerencia sua equipe com base em opiniões, há muito espaço para julgamentos equivocados de sua parte. Na verdade, você pode acabar punindo os melhores vendedores e premiando os piores.

Por exemplo: Maria pode parecer ocupada, mas isso não significa necessariamente que ela esteja ocupada. Se Maria não é boa em vendas, ela pode evitar atender clientes e se ocupar de tarefas operacionais, tornando-se muito prestativa. Você, por sua vez, acha que Maria é fantástica e sempre lhe passa tarefas extras, uma vez que ela está sempre tão disposta a fazê-las para você. Você está recompensando Maria por não vender. Se você realmente monitorasse o desempenho de vendas da Maria, ficaria evidente que ela não é rentável para a loja, a menos que ela começasse a vender mais. Agora você precisa ajudá-la a melhorar, e todo mundo ganha com isso.

 

Fonte:
https://www.friedman.com.br/blog/artigos/100/oito-mandamentos-para-gerenciar-com-sucesso-a-sua-equipe-de-loja
http://www.unisalesiano.edu.br/biblioteca/monografias/57468.pdf

A sua vidraçaria é especializada em que?Você sabia que as vidraçarias precisam se especializar em alguns serviços e vendas de produtos?

A sua vidraçaria quer transmitir confiança aos clientes e segurança na prestação de bons serviços por parte da equipe de atendimento e de mão de obra? Se a resposta for sim, você já deve ter notado a importância de direcionar o seu negócio para algumas áreas de atuação pré-definidas.

As especialidades podem promover a sua vidraçaria para um status de reconhecimento por parte de clientes e fornecedores, dentro do mercado de atuação.

Diferentemente dos estabelecimentos mais generalistas, ou seja, que vendem de tudo um pouco e não prestam serviços diretamente ao cliente, as vidraçarias precisam seguir algumas regras de segmentações.

Os serviços precisam ser alinhados ao ‘todo’ na gestão desse tipo de negócio. Resumindo, a vidraçaria deve dominar algumas áreas, tanto no quesito de vendas de produtos divididos – por nichos – como nos setores de atendimento e processos de instalação, por exemplo.

Por isso é importante ter um foco. A vidraçaria que não tem um norte acaba suprindo muito pouco da demanda de mercado. Afinal, conhecimento raso não é nem um pouco interessante para os negócios, muito menos quando estamos falando sobre comércio de porta (loja física).

A sua vidraçaria precisa buscar atender produtos e serviços específicos para se tornar uma marca forte no setor em que atua, sem chances de ter que fechar as portas por falta de lucratividade.

Em um ano de recuperação da economia, reinventar e investir em novos produtos e serviços será primordial para alavancar e lucrar com a sua vidraçaria em 2019.

O tema em questão é tão importante para o mercado brasileiro que, de acordo com estudos do portal Sebrae, entre as áreas promissores para esse ano estão os serviços especializados, de manutenção e reparação.

Para as vidraçarias a notícia é excelente. Dentro dos ramos de construção civil, arquitetura e design, oferecer algo inovador e que proporcione segurança e praticidade de manutenção, é uma ótima ideia para conquistar uma nova cartela de clientes e elevar os lucros!

O vidraceiro também precisa se especializar

Você sabia que a função de vidraceiro precisa ter determinadas habilidades para exercer a profissão? Desde 2016 foram definidas as competências que um vidraceiro deve ter, que irão constar na nova norma de Profissionalização do Vidraceiro, e que irão nortear os profissionais do setor vidreiro.

O intuito é determinar as competências mínimas de um vidraceiro e definir categorias em diferentes níveis e especialidades. Segundo a revista Vidro Impresso e a Escola de Negócios – Lead – em seu primeiro nível de habilidade, o vidraceiro deve saber instalar o vidro e seus componentes, estudar o vão, planejar a instalação e se há interferências dos elementos do ambiente.

O profissional precisa estar preparado para verificar questões como iluminação, dimensionamento, registro e identificação de tipo de ferragem a ser aplicada, assim como fazer manutenções, podendo analisar, inclusive, instalações de terceiros. A função foi dividida em mais quatros categorias: o vidraceiro vendedor, o especificador de produtos, o transportador e o instalador.

As especialidades de uma vidraçaria

A ANAVIDRO separou algumas sugestões de serviços que podem ser oferecidos pelas vidraçarias e aplicados em seu comércio ainda esse ano. Acompanhe!

Manutenção de Sacadas

A manutenção pode ser ainda mais lucrativa à própria instalação, já que o custo é bem menor. Ou seja, é possível ganhar mais com a manutenção de sacadas do que como o próprio envidraçamento.

Devido à alta demanda, existem poucos profissionais especializados para atendê-la e baixo investimento inicial. A manutenção de sacadas é um mercado de atuação que pode ser bastante promissor. Com a mudança de cenário econômico, o cliente prefere mais consertar do que substituir por outra estrutura.

Imagine quantas sacadas já foram instaladas em sua região e precisam de manutenção para preservação ou correção de algum desgaste de componentes? Então, é possível notar uma gama de clientes crescente todo ano, pois há também evoluções nos sistemas que podem ser ofertados nas visitas.

Envidraçamento de Sacada

A cada ano cresce o número de condomínios que permitem o envidraçamento de sacadas, ou cortinas de vidro como são chamadas.

Aproveitando essa tendência, o segmento das varandas gourmet tem crescido exponencialmente, devido ao boom da arquitetura e design de interiores que reaproveitam os espaços em ambientes pequenos, como é o caso dos apartamentos.

Pele de Vidro

Os grandes e vistosos prédios com fachadas espelhadas e envidraçadas são de encher os olhos não é mesmo? E o mais bacana é que não se trata de um tipo de obra impossível para o vidraceiro comum aplicar em apartamentos e residências menores. Agora é possível realizar o Sistema Pele de Vidro até em pequenas obras, desde que aprovada pelo condomínio.    

Mas ainda estamos falando de um mercado muito novo, surgido há pouco mais de 3 anos. Mas as chances de crescimento são grandes! Isso porque não são muitos vidraceiros que estão oferecendo o serviço, por enquanto. E com esse diferencial, a sua vidraçaria poderá conquistar muito mais clientes.

Fonte:
https://abravidro.org.br/treinamentos/especializacao-tecnica/
https://www.vidracariaarteestilos.com.br/sobre-a-empresa/
http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/como-montar-uma-vidracaria,f6987a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD
https://alderferglass.com/p-44-Obscure-and-Specialty-Glass
https://vidroimpresso.com.br/empresas-e-negocios
http://blog.feitosparadurar.com.br/2016/07/19/6-cursos-de-vidraceiro-para-quem-quer-se-destacar/
http://www.cursoparavidraceiro.com.br/noticia/profissao-vidraceiro:-saiba-quais-as-habilidades-esperadas-deste-profissional-
http://www.ttrvidros.com.br/post/340:vidraceiro-prepare-se-para-o-mercado-de-2018#.XEX3-VxKjIU
https://www.vidracariaarteestilos.com.br/sobre-a-empresa/
https://mettainstitutogo.com.br/porque-e-importante-se-especializar-em-uma-area/

Ter qualidade é um fator imprescindível para o sucesso do seu empreendimento e esse é um fator que não é percebido somente na interação com o cliente, mas que vem desde os processos administrativos.

Os principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa

O fato é que, justamente por isso que e importantíssimo conhecer os principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa.

Com isso, é possível oferecer qualidade ao cliente, desde o processo de pré-venda, até o momento do pós-vendas, bem como nos produtos que são vendidos.

Então, sabendo disso, vamos conhecer quais são os principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa para que você possa evitar e ter um empreendimento de muito sucesso. Vamos lá?!

Dos principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa: não entender o negócio para corrigir erros

É essencial entender bem os processos de produção para que seja possível fazer a gestão de uma empresa, bem como conhecer também os processos relativos ao atendimento do cliente. Isso é imprescindível que seja possível reparar erros e melhorar seus processos.

Aprender com os erros é sempre a melhor alternativa!

Um outro problema comum em vidraçarias são os erros que acontecem nos projetos. A consequência disso é muito retrabalho, desperdício de material e uma grande elevação nos custos.

Principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa: sem certificação de qualidade

Os principais erros dos vidraceiros na gestão da empresaComo você deve imaginar, as certificações servem como uma garantia de maior qualidade e credibilidade para a sua empresa. Isso vale tanto para os processos empregados quanto para o beneficiamento de seus produtos.

Na área de vidraçarias, por exemplo, é possível encontrar a certificação mais tradicional, que é o ISO 9001 e ISO 14001 ou outros como a homologação dos fabricantes das matérias primas.

Principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa: Não usar Normas Técnicas

Sem dúvidas, as normas técnicas servem também para ajudar a melhorar a eficiência e a competitividade de uma empresa no mercado. A NBR 1582, por exemplo, ajuda os vidraceiros tanto no atendimento aos clientes quanto também na gestão da empresa.

Mais do que isso, traz ainda os requisitos que são necessários para que se tenha uma melhoria na infraestrutura do empreendimento. Outra vantagem importante dessa NBR é que com ela a empresa consegue um maior respaldo nas especificações de diferentes tipos de vidros.

Principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa: Não contar com um bom atendimento

Nesse mercado, um bom atendimento é algo imprescindível. O mesmo deve ser personalizado para cada cliente, dando uma atenção exclusiva no momento de oferecer as melhores soluções para casa um.

Por isso, é sempre importante contar com uma boa equipe de atendimento, se possível. Tenha também um banco de dados com informações importantes sobre seus consumidores, seus hábitos de compra e comportamento.

Principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa: não qualificar os colaboradores

Qualquer empresa, seja ela do ramo que for, necessita ter processos bem definidos e eficientes. No entanto, quando não se tem uma equipe bem qualificada isso é quase impossível.

Justamente por isso que é imprescindível investir em capacitar quem trabalha com você em cursos voltados para a sua área. Essa é a principal maneira de ter um processo mais efetivo dentro de uma empresa.

Principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa: não valorizar as pessoas

Um bom empreendedor valoriza desde seus clientes até seus funcionários, afinal, todos são importantes e podem ter algo a acrescentar. Com isso, sua visão de negócio certamente irá se tornar mais ampla, permitindo uma melhor gestão para se destacar no mercado.

Pronto, agora você já conhece os principais erros dos vidraceiros na gestão da empresa.


TOPO