Tag

normas técnicas

Procurando
Como vender “facilidade” para quem precisa ABNT NBR 9050

Para construir uma sociedade igualitária e mais juntas, é preciso pensar e também realizar obras e projetos que consigam aumentar a inclusão e qualidade de vida para todas as pessoas, incluindo quem possui mobilidade reduzida e deficientes.

Por isso que, em 2004, criaram a ABNT NBR 9050 – atualizada em 2015 – do qual prevê orientações que garantam a sustentabilidade em diferentes construções, especial em prédios públicos e urbanos.

Está precisando de dicas sobre como vender “facilidade” para quem precisa da ABNT NBR 9050? Então continue lendo nosso artigo, e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto. Acompanhe.

O que é ABNT NBR 9050?

A ABNT NBR 9050 – é uma das normas reguladoras, que foram criadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que tem como definição os aspectos que envolvam a acessibilidade nas construções urbanas.

É através dela que é possível encontrar os parâmetros técnicos que irão auxiliar o momento de fazer uma obra muito mais acessível. Não somente no momento da construção, como também as observações destinadas a sinalização, mobiliários, tamanho dos cômodos, tipos de pisos e etc.

Veja abaixo as orientações da NBR 9050:

  • Rampas de acesso;
  • Informações em braile;
  • Estacionamentos acessíveis;
  • Espaço de circulação adequado para cadeiras de roda;
  • Tamanho adequado para banheiros;
  • Sinalização vertical e horizontal;
  • Características dos pisos utilizados na obra.

A ABNT NBR 9050 tem como objetivo principal, proporcionar a maior e melhor qualidade possível de segurança para pessoas que utilizam equipamentos que exijam maior acessibilidade. Seja qual for a limitação de mobilidade, idade ou estatura, a NBR 9050 torna o ambiente muito mais seguro.

E não podemos deixar de ressaltar que essa é uma norma que visa auxiliar a mobilidade não somente de deficientes físicos, e sim de todo e qualquer tipo de problemas relacionados a mobilidade, incluindo idosos.

Como vender “facilidade” para quem precisa ABNT NBR 9050

Como vender mais para quem necessita na NBR 9050?

Existem órgãos responsáveis pela fiscalização e cumprimento da norma, como por exemplo, o CREA. E para conseguir vender “facilidades” para quem precisa da ABNT NBR 9050 é alertar que esta exigência é LEI! Ou seja, é obrigatoriamente necessário o cumprimento das exigências em seus produtos e edificações.

O principal responsável, por fazer o atendimento relacionado às exigências da NBR 9050 é a pessoa que assina o projeto arquitetônico da obra ou edificação. E é desejável que o profissional siga todas as exigência por vontade própria, mas infelizmente podem existir casos que o projetista “se esqueça” de alguns detalhes relacionados a norma.

É aí que entra o bom treinamento de sua equipe de vendas, se mostrando altamente atualizada e por dentro das normas e tendências que fazem parte do mercado de construção.

Este é o momento que sua equipe de vendas conseguirá vender mais “facilidades” para quem precisa da ABNT NBR 9050 e cumprir de maneira efetiva todas as exigências.

Para aumentar suas vendas é preciso sempre manter sua equipe atualizada, bem treinada e completa no que diz respeito às normas de exigências a serem cumpridas em obras e edificações.

Conseguir vender mais “facilidades” para quem precisa da ABNT NBR 9050 está totalmente associada a uma equipe bem informada e bem treinada. Invista em treinamento e conhecimento para sua equipe de vendas e veja suas vendas alavancarem como sempre desejou!

Existem diversas Normas técnicas relacionadas ao setor vidreiro e é importante conhece-las bem.

Existe uma instituição privada regulamentadora que atua aplicando normas técnicas e ela se chama ABNT, que é a sigla para Associação Brasileira de Normas técnicas.

Esse e um órgão sem fins lucrativos que tem como função a padronização das técnicas de produção do nosso país. Essa normatização é algo muito importante para que possa haver uma identificação e compreensão de produtos científicos e tecnológicos documentais.

O fato é que uma empresa que se dedica a aplicar as normas técnicas da ABNT, certamente só terá a ganhar. Conhecer metodologias que já foram criadas e previamente testadas, sempre ajuda uma empresa trazendo uma série de benefícios.

Normas técnicas relacionadas ao setor vidreiroConseguindo aplicar essas normas, as empresas tornam possível a implementação de melhorias e também inovações nos seus processos internos. Sem dúvidas, isso se torna um grande diferencial para que seja possível atrair novos clientes e, consequentemente aumentar a vantagem competitiva da sua vidraçaria. Com certeza isso irá gerar um valor muito maior para o seu empreendimento.

O fato é que está muito enganado quem acredita que as normas técnicas servem somente para grandes empresas. Tanto uma micro, como uma pequena empresa, como normalmente é o caso de vidraçarias, também devem se preocupar com a qualidade do que entregam ao cliente, bem com o investimento em conhecimento e implementação de melhorias que minimizem erros, melhore processos e tragam muitos outros benefícios.

Tudo isso para aumentar o seu sucesso do seu empreendimento vidreiro.

Então, veja a seguir quais são as normas técnicas relacionadas ao setor vidreiro que foram estabelecidas pela ABNT:

  • ABNT NBR NM 293- Termologia de vidro plano e dos componentes acessórios e suas aplicações
  • ABNT NBR 6120-Cálculo de estrutura em edificações
  • ABNT NBR 7199- Projeto, execução e aplicação do vidro na construção civil
  • ABNT NBR 9607- Prova de carga em estrutura de concreto armado e protegido
  • ABNT NBR10821- Esquadrias externas para edificações
  • ABNT NBR 11706 – Vidros na construção civil
  • ABNT NBR 12609 – Alumínio e suas ligas, tratamento de superfície – anodização para fins arquitetônicos
  • ABNT NBR 12613 – Alumínio e suas ligas, tratamento de superfície – determinação de selagem da camada anódica
  • ABNT NBR 14125- Alumínio e suas ligas, tratamento de superfície – revestimentos orgânicos para fins arquitetônicos
  • ABNT NBR 14697-Vidro Laminado
  • ABNT NBR 14698 – Vidro Temperado
  • ABNT NBR 14718 – Guarda-corpos para edificação
  • ABNT NBR 15737 – Perfis de alumínio para acabamento superficial –  colagem de vidro com selante estrutural
  • ABNT NBR 16259-Envidraçamento de sacadas

Caso você tenha interesse, pode obter mais informações sobre cada uma dessas normas acessando o site oficial da ABNT, clicando aqui. A pesquisa deve ser feita pela digitação do número da NBR sobre a qual você quer saber mais.

Para quem não sabe, NBR significa Norma Brasileira que dado juntamente com um número para as normas aprovadas pela Associação Brasileira de Normas técnicas.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre as Normas técnicas relacionadas ao setor vidreiro. Se informe um pouco mais sobre elas e faça a implementação das mesmas no seu negócio. Certamente terá muitos benefícios!



A ANAVIDRO acreditando cada vez mais que investir de forma ininterrupta em  educação é uma das melhores coisas que você pode fazer pela sua carreira, realizou nos dias 25 e 26 de abril um curso diferenciado  para o setor vidreiro.
Ministrado por Jotanael Moreira de Souza, o curso de Envidraçamento de sacada com e sem roldana foi um sucesso!
Com uma carga horária de   16 horas , o cursos tem o objetivo  de ampliar os conhecimentos do profissional vidreiro, com aulas teóricas e práticas gerando aos  alunos a oportunidade de conhecimento a sistemas existentes no mercado, realizar a medição de sacada reta e em grau, fazer o corte  e usinagem dos perfis ; assim como, a instalação dos acessórios de acabamentos, colocação das roldanas pivotante e deslizantes, colocação dos estacionamentos, colagem das escovas e dos vidros, furação e preparação dos perfis, prumo e nivelamento do vão, instalação e nivelamento dos U de regulagens e trilhos, colocação e nivelamento das folhas, regulagem do sistema, vedação e acabamento final , incluindo-se todas as normas técnicas vigentes  relacionadas e aplicadas a este tipo de instalação
  

Ao longo dos anos, a ANAVIDRO  vem apostando, trabalhando e batalhando pelo desenvolvimento de competências e qualificação dos profissionais do segmento do vidro de acordo com os procedimentos e normas técnicas em prol do contínuo crescimento e fortalecimento do conhecimento e uma comunicação mais unificada ao mercado.
Quer saber mais?  Acompanhe nosso cronograma de cursos: https://www.anavidro.com.br/agenda-cursos/
Veja o depoimento de alguns participantes:


Fotos: http://encurtador.com.br/uvER2

Juntos Somos Mais Fortes!!!

ANAVIDR O Sempre Transparente


Nosso mercado tem passado por varias transformações. Todos estão tendo que se adaptar a esse novo cenário. Porém existem problemas que estão prejudicando muito os vidraceiros. Veja se você também sofre com isso.

Associar-se a uma entidade de representação de classe é fundamental para as empresas que querem se manter atualizadas sobre o mercado. Mais do que descontos pontuais, que também fazem parte das ações de uma entidade, o principal benefício de uma empresa ao se associar é fazer parte de um grupo que está disposto a compartilhar conhecimento e a representá-la. Essa representatividade é muito importante para que as conquistas no campo político e social aconteçam dentro de um segmento. Quanto maior o universo de empresas unidas, maior a chances de crescimento de uma categoria.
Quer saber mais?
Acesse: https://www.anavidro.com.br/associe/

São as normas técnicas que definem os requisitos que garantem a qualidade e a segurança dos produtos do setor vidreiro. O comitê Brasileiro de vidros Planos (ABNT/CB-37) recebe sempre várias questões dos profissionais vidreiros sobre a elaboração e o andamento das normas, seja em palestras, em ligações ou por e-mail.
Entenda-como-são-elaboradas-as-normas-técnicas
Para você que tem dúvidas como são elaboradas as normas técnicas, veja a seguir algumas perguntas frequentes:
Como a elaboração de uma norma tem inicio?
Ela começa com uma demanda da sociedade, que é levada à ABNT. A partir de sua aprovação, o processo tem inicio com a formação da comissão de estudos responsável por atender à demanda: ela é composta por todas as partes interessadas, como produtores, fabricantes, consumidores e entidades neutras.
A secretaria do comitê faz então, os convites a possíveis interessados para as reuniões que discutirão o tema e estabelecerão o conteúdo técnico da norma.
Quem pode participar da elaboração da norma?
Não há qualquer restrição: todos os interessados podem participar. Basta lembrar que a discussão dever ser baseada em argumentação técnicas que estabeleça requisitos mínimos de qualidade, segurança e durabilidade do produto ou serviço.
Como participar desse processo?
Basta comparecer às reuniões, ou caso não seja possível você pode enviar suas contribuições do projeto em discussão para:
E-mail: cb37@abnt.org.br
Como eu posso acompanhar o conteúdo da norma e o que está sendo discutido?
Isso é possível por meio do Livelink, ferramenta da Organização Internacional de Normalização (ISO) na qual são armazenados todos os documentos de uma comissão de estudos. Após se cadastrar na ABNT e na comissão de estudos do seu interesse, você recebe uma senha e o login para entrar no Livelink e acessar os documentos.
Entenda-como-são-elaboradas-as-normas-técnicas_iso
O que é a consulta nacional?
É um processo de avaliação do texto por parte da sociedade, após ele ser concluído por parte da comissão de estudos. A consulta é feita no site da ABNT por qualquer pessoa interessada (desde que ela esteja cadastrada no site), que pode avaliar o conteúdo da norma e aprova-la ou sugerir alterações. Normalmente, o período de consulta é de sessenta dias.
Quem deve cumprir a norma?
Todos que estiveram comercializando, produzindo e/ou instalado os produtos considerados por ela. De acordo com o código de defesa do consumidor, “é proibido colocar no mercado qualquer produto ou serviço em desacordo com as normas vigentes”. A norma tem poder de lei: quando um acidente acontece, ela é consultada para identificar as responsabilidades pelo ocorrido. Com isso, é possível apurar quem não cumpriu as normas e possa, assim, ter acusado o acidente.
Qual a diferença entre norma e manual?
Ao contrario do manual de um produto, o objetivo da norma não é apresentar as instruções de como instalar o produto, nem especificar os materiais que devem compô-lo. Seu objetivo é estabelecer requisitos mínimos de qualidade e segurança de um produto, além dos métodos de avaliação destes requisitos, em outras palavras, seu foco está no desempenho esperado pelo produto e por seus componentes.
Sabemos que os profissionais do setor tem outras questões além dessas, e que novas dúvidas estão sempre surgindo. Para esclarece-las entre em contato conosco.
 
Fonte: Revista O Vidro Plano – Ano 59 – Nº 518

“Aos senhores Profissionais Vidraceiros vamos nos dar VALOR, dizendo NÃO, mais justificando o nosso NÃO com as Normas Técnicas Vigentes.
Normas Técnicas: As normas existem para serem seguidas e cabe lembrar a toque que; Normas são Normas e caso aconteça um acidente, elas serão leis contra nós.
Portanto devemos especificar e colocar os vidros corretamente, e dizer não aos clientes, engenheiros e arquitetos, caso se suas especificações estiverem fora da Normas Técnicas da ABNT,nós profissionais vidraceiros temos a obrigação de saber as normas e transmiti-las aos nossos clientes.”

Dicas do Professor Pedro Pina: Normas Técnicas.
Dicas do Professor Pedro Pina: Normas Técnicas.

Vamos nos dar Valor.
Vidro: A marca de respeito ao profissional vidraceiro.
Prof. Pedro Pina.
Telefone: 11 97240-5000
E-mail: pedro-rogelio@ig.com.br

Saiu na manhã de hoje uma matéria no Bom Dia Brasil (Jornal da Rede Globo), sobre os motivos dos acidentes que acorrem nos vidros de Box de banheiro, que provocam sérios ferimentos.
Para o Inmetro, os problemas estão na instalação; uma instalação indevida com eixo desalinhado faz com que sofra tensões muito intensas. Dessa forma o vidro se rompe com facilidade no momento em que tensões vão se acumulando, chegando a um ponto de estresse.

Reclamações sobre Vidros de Box de Banheiro: Especialistas cobram regulamentação.
Reclamações sobre Vidros de Box de Banheiro: Especialistas cobram regulamentação.

O Inmetro diz que boa parte dos acidentes são causados sim por problemas de instalação, mas também não há normas técnicas para esse procedimento, e que também o vidro temperado é um produto extremamente adequado para os boxes de banheiro, tendo somente a necessidade de ter uma instalação adequada e uma manutenção periódica.
A ANAVIDRO junto com a Projeto Certo  possui um curso desenvolvido para quem busca se capacitar e se tornar apto a atuar na área de vidro temperados com aplicação na Construção
O conteúdo do curso: Projetos e Folgas para Vidros Temperados:
O que é um projeto de vidro temperado?
Como realizar um projeto sem erros?
Elaboração para todos os projetos.
Aplicação de folgas para todos os projetos.
Medida final das peças definitiva.
Projeto Certo Curso Projetos e Folgas para Vidros Temperados.Vagas Limitadas
Projeto Certo Curso Projetos e Folgas para Vidros Temperados.Vagas Limitadas

O curso será realizado no dia 09 de Setembro de 2014 (Terça-Feira)
Local: Sede da ANAVIDRO-SP
Horário: das 08:00 às 12:00 e das 13:00 às 17:00. 1 Dia
Inscrição para o Curso pelo telefone: 11 3266-7753 ou 11 94646-4242
E-mail: comercial@anavidro.com.br  ou  financeiro@anavidro.com.br
Almoço e Coffee Break Inclusos.
Material Didático,Guia Técnico com Apostila e Certificado de Conclusão.
 
Veja mais sobre a Matéria do Bom Dia Brasil nesse Link: g1.globo
 
Gostou da Matéria ? Veja essa e outras novidades Clicando Aqui.
call-to-action-ilha-anavidro

TOPO