Tag

produtividade

Procurando

Como organizar o espaço interno da sua vidraçaria?Como organizar o espaço interno da sua vidraçaria e aumentar as vendas?

Um espaço interno bem-montado é aquele que dá a sensação de conforto e bem-estar

Você sabia que sua vidraçaria pode ser mais eficiente e lucrativa do que é atualmente? Como todo negócio, é importante otimizar os espaços internos e os processos de gestão e, no ramo das vidraçarias, não é diferente.

Começando pelo local de trabalho – o espaço físico onde tudo acontece – é um dos principais requisitos para atrair o público consumidor e alcançar ótimo lucros. Embora muitos profissionais não priorizem essa parte, vale destacar que o cliente ainda continua sendo conquistado por uma loja bem-arrumada, limpa, com produtos visíveis e em ordem. Um espaço de exposição é um grande diferencial perante a concorrência em que vivemos.

Cuide bem do visual da sua loja

Pensar na estética da loja também faz parte do processo de gestão de uma vidraçaria. Muitas vezes, ao deixar de lado a aparência e a organização do espaço, o empreendedor perde várias oportunidades de negócio. Existe uma relação direta entre o tempo que o consumidor fica na loja e a venda: quanto mais ele permanecer na loja, maior a chance de fazer negócio.

Outro item importante são os ambientes bem-iluminados que transmitem conforto e permitem ao consumidor ver com detalhes os produtos oferecidos. A iluminação também é importante para ajudar os clientes a ter contato com a coloração correta dos vidros e espelhos.

Espaço multiuso

Além de ser o local em que o profissional se relaciona com clientes e potenciais consumidores, é um ambiente de trabalho onde se situam diversos setores como o administrativo, atendimento, SAC, financeiro, faturamento, contas a pagar e receber, entre outros. Os ambientes onde esses setores se encontram também devem ser muito bem estruturados, organizados e aconchegantes.

Fluxo de venda

A sua vidraçaria deve ser organizada para o consumidor entender o processo de compra e venda. Portanto, na entrada, normalmente, se tem uma vitrina mostrando produtos. Na sequência, estão os balcões para a apresentação das mercadorias. Por último, ficam os caixas. Essa disposição faz o consumidor visualizar o que o vidraceiro oferta, compreender e conversar com ele a fim de fechar negócio e pagar pelo serviço, seguindo uma ordem lógica.

Comunicação do ambiente

Todo ambiente passa uma série de impressões aos consumidores, fazendo-os se sentir mais confortáveis ou incomodados. Prateleiras desarrumadas mostram desorganização, assim como lâmpadas queimadas demonstram desleixo.

Uma boa organização e o showroom bem estruturado são muito importantes para que o cliente consiga visualizar a própria obra dentro do espaço. Pela própria dificuldade em conseguir mostrar a realidade (já que é inviável um cliente abrir sua casa para o vendedor visualizar) a exposição do produto já montado dentro de uma perspectiva realista, o faz ter um melhor entendimento da funcionalidade do produto em sua casa ou empresa.

Showroom

Para ter o retorno que gostaria, é preciso investir em tempo, dinheiro e espaço. Mas, pode acreditar, o retorno compensará, mesmo que em longo prazo. O local se tornará um ponto de contato com muitos consumidores. Nem sempre a venda será imediata, mas quando alguém precisar de um vidraceiro, com certeza vai se lembrar de seu ambiente.

A lojas de varejo normalmente têm portas abertas, permitindo a entrada de pó e sujeira, assim como circulação de pessoas. Dessa forma, a limpeza deve acontecer quase que continuamente. Afinal, como o vidro passa a sensação de estética clean, rebuscada, a última coisa que o cliente quer ver é um mostruário sujo.

Mudanças periódicas

O comerciante precisa deixar o ambiente interno bem aconchegante e os moveis são os principais itens que irão proporcionar essa sensação de bem-estar nele. Após essas modificações é importante trocar, de tempos em tempos, os produtos expostos com o intuito de permitir aos clientes perceberem que existem novos itens à venda.

As pessoas se sentem confortáveis em ambientes simétricos e proporcionais. Dedique atenção à organização dos móveis e demais estruturas da vidraçaria. Produtos bem-organizados e apresentados por categorias, tamanhos e cores facilitam a escolha do cliente.

Supere as expectativas do seu cliente

O seu negócio tem que ser inovador e, para isso, é preciso ter informações sobre a concorrência, ou seja, pesquisar sobre as outras vidraçarias do seu bairro. Quantas possuem showroom? O que elas fazem no espaço para cativar o cliente? Ao juntar informações sobre os concorrentes, você saberá traçar o melhor plano para a instalação de seu showroom.

Outra questão é sobre a falta de informação sobre determinado produto. Isso pode fazer o cliente deixar de comprar um item de valor agregado. Estratégias simples podem mudar essa Se o vendedor demonstrar o material recomendado para o projeto do cliente, na maioria das vezes, ele acaba preferindo fechar negócio em cima desse produto, o qual tem o preço mais elevado.

Conheça seu público

É importante conhecer o seu público consumidor e, dessa forma, oferecer produtos que sejam vendidos com mais facilidade. Faça exposições que apresentem soluções diferenciadas ou novidades em relação a esses produtos.

Parcerias são bem-vindas

Criar parcerias com fabricantes e fornecedores é uma ótima saída para o investimento do seu showroom diminuir. É possível fazer parcerias com os fornecedores de vidros especiais e boxes, por exemplo. Dessa forma, você está agregando novos modelos que surgem no mercado.

Fontes:
https://abravidro.org.br/ta-na-hora-de-mostrar-o-vidro/
https://metalumferragens.com.br/aumente-o-lucro-da-sua-vidracaria/

I Simpósio Brasileiro da Indústria de Esquadrias

Tema: Qualidade, Produtividade e Competitividade na Indústria de Esquadrias.

Com as transformações ocorridas no cenário brasileiro o maior desafio das Indústrias de Esquadrias é competir com grandes e imprevisíveis mudanças no mercado. Algumas empresas reduziram o pessoal na tentativa de reduzir custos e consequentemente seus preços de venda. E outras tantas, que não fizeram uma reserva econômica e um planejamento estratégico eficiente encontram-se em dificuldades financeiras.
Como manter a qualidade, aprimorar a produtividade e aumentar a competitividade no atual cenário desafiador é o tema que norteia o I SIMBRIE – Simpósio Brasileiro da Indústria de Esquadrias: Qualidade, Produtividade e Competitividade na Indústria de Esquadrias.
“O Simpósio é destinado a empresários e profissionais ligados a gestão da Indústria de Esquadrias e trará discussões sobre melhores práticas de gestão, apresentará uma visão do panorama do mercado de esquadrias para os próximos anos e exibirá tendências tecnológicas para tornar as indústrias mais competitivas”, afirma o diretor técnico do evento, Prof. MSc. Alexandre Araujo.
Organizado pelo Canal do Serralheiro, sob a coordenação do Prof. MSc. Alexandre Araujo, o Simpósio tem como objetivo reunir uma equipe multidisciplinar de acadêmicos, consultores, empresas fornecedoras, entidades de classe e executivos renomados do segmento de esquadrias, que apresentarão estudos e propostas para uma melhor performance das Indústrias de Esquadrias.
Mais informações e inscrições podem ser feitas no site do evento: www.simbrie.com.br.
Programação:
07h30 às 08h00 – credenciamento
08h00 às 08h10 – boas-vindas
08h10 às 08h50 – Prof. MSc. Alexandre Araujo
A importância do planejamento estratégico: Estudo de caso de uma empresa de esquadrias
09H00 às 09h40 – Consultor José Noronha
Panorama da demanda do mercado de esquadrias e fachadas para os próximos três anos
09h50 às 10h30 – Empresário Edison Claro
Precificação: Como valorizar as esquadrias para alcançar lucros maiores
10h30 às 11h00 – coffee break
11h00 às 11h40 – Roberto Papaiz – Presidente ScreenLine
O conhecimento técnico como ferramenta impulsionadora da competitividade
11h50 às 12h30 – Marcos Lemes – Diretor de Negócios Esquadgroup
Tecnologia da Informação: fator decisivo para o sucesso empresarial
12h40 às 13h20 – Empresário Lucínio Abrantes – Luxalum
A minha história de empreendedorismo no mercado de esquadrias
13h20 às 14h20 – Almoço
14h20 às 15h00 – Consultor Eng. Crescêncio Petrucci
Boas práticas de gestão da qualidade dentro e fora das fábricas de esquadrias
15h10 às 15h50 – Profa. Dra. Arq. Magda Reis
PSQ e Normas Técnicas: Abordagem correta para demandas atuais
15h50 às 16h20 – coffee break
16h20 às 17h00 – Emílio Rizzi – Diretor Comercial Emmegi
Produtividade: Fábricas inteligentes na nova era da Indústria 4.0
17h10 às 17h50 – Consultora Enga. Andrea Freitas
Competitividade: Como aumentar a produtividade de uma equipe de baixo desempenho
17h50 às 18h00 – encerramento

TOPO